Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

ARNALDO ANTUNES
2

 

Catálogo de exposição de poesia visual com experiências plásticas visando a criação de uma “escrita luminosa”.  Poemas de Arnaldo Antunes ou de Walter Siqueira e as fotos feitas por Fernando Lazlo. Concepção coletiva e híbrida.  





LUZESCRITA: Arnaldo Antunes, Fernando Lazlo, Walter Siqueiraq. Curadoria: Daniel Rangel. Salvador, Diretoria de Museus do IPAC (DIMUS-IPAC). 2010.   S.p.  15x18 cm.  Design gráfico: Lado B Propaganda.  Col. A.M.  (EA)

 

 

APENAS

 

Note-se em “Apenas” o jogo vocabular com “pensa”, a entretecer uma “rede neronal” inusitada.  ROLAN DE AZEREDO CAMPOS, no livro Artecieência : influência de signos co-moventes (2003), p .97.

 

CROMOSSOMOS
adesivo  

Extraído de:

OBRANOME III: Antologia de poesia visual / Poesia Portuguesa. Anthology of Visual Poetry / Portuguese language. Organização editorial, projeto e curadoria Wagner Barja.  Brasília: Edição AVE Promoção e Produção Cultural, 2013. 160 p.  Ilus. col.  23x26 cm.  capa dura.  ISBN  978-85-65010-06-1   Realização Fundação Nacional de Artes – Funarte.   Exposição realizada em Alcobaça, Portugal entre junho – julho 2013.  Col. A.M.  (EE)

Exposição de poesia visual segundo o conceito Obranome, que conjuga artes plásticas, poesia, instalação, videopoemas e outros elementos da integração das artes, realizada no palácio de Alcobaça, onde viveu Inês de Castro, a rainha de Portugal. Inclui artigos de Antonio Grassi, Jorge Pereira de Sampaio, Wagner Barja, João Ferreira, Antonio Miranda, Xico Chaves, Augusto de Campos e Oto Dias Becker Reifschneider em português e inglês. 

 

 

INSTANTO 3, série “Caligrafias”, der 2003

 

O poema de Antunes propõe a proximidade visual, sonora e semântica das palavras "instante", "instinto", "tanto", "tinta", "texto" (o "T", solto no espaço, pode ser lido como "X"), expondo a intensidade do instante da criação poética e a ideia de como essas instâncias - arte/poesia/vida - estão imbricadas e indissociadas, na perspectiva desse multiartista. (LEITE, p. 31)

 

Texto extraído de:

 

LEITE, Marli Siqueira.  Ronaldo Azeredo: o mínimo múltiplo (in)comum da poesía concreta.  Vitória (ES): EDUFES, 2013.  132 p.  20x20 cm.  ilus.  Projeto gráfico e diagramação: Isabelly Possatto.  Capa: Isabelli Possatto e Willi Piske Júnior. ISBN 978-85-7772-155-9  Ex. na bibl. Antonio Miranda

 

 

TRANSFUTUR. Visuelle Poesie aus der Sowjetunion, Brasilien und  deutschsprachigen  Lämdern. Ein Katalogbuch. Herausgegeben von Friedrich W. Block in Zusammenarbeit mit André Vallias und Valeri Scherstjanoi.  Kassel: Jenior und Pressler, 1990.  ISBN 3-928172-02-697 p, ilus.  21x30 cm Inclui imagens de poemas visuais dos brasileiros Arnaldo Antunes, Lenora de Barros, Augusto de Campos, Haroldo de Campos, Luciano Figueiredo, Tadeu Jungle, Omar Khouri, Betty Leirner, Paulo Miranda, Décio Pignatari, Walter Silveira, Livio Tragtenberg, André Vallias.  Ex. bibl. Antonio Miranda

"derme/verme" (Haut/Bandwurm), 1987, Siebdruck, 30x44,8

 


 

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar