Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


   


Comentários sobre a página:

Saudações Antonio Miranda!

Descobri sua página a partir de pesquisas para meus trabalhos acadêmicos. Um espaço muito bom porque você inclui diversos autores, e de diversas regiões. O que é interessante, pois conheci na pg. alguns que não tinha conhecimento. Também consta autores do meu Estado de Santa Catarina, mas temos também Laerte Tavares, que não consta na sua lista ainda. O autor de diversos trabalhos publicados, inclusive das poesias - narrativas em décimas do cancioneiro, descrevendo a história da pesca da tainha e fundação da Ilha Catarinense, importantes da nossa cultura, além de romance, contos e letras musicais.  SANDRA M. DOS SANTOS - 4 de dezembro de 2016

 

Há muito tempo, desde o Encontro Internacional de Escritoras, em Brasília, quando trabalhamos em conjunto, que o seu site está em meus favoritos. Meu fraterno abraço. CERES MARYLISE REBOUÇAS – 20 agosto 2016

 

Primeiramente, meus parabéns pelo site de Antonio Miranda, pois é um espaço de qualidade, no qual temos a oportunidade para refletir e debater sobre os estudos literários. RENATA FERREIRA VIEIRA  -pesquisadora, em 19/08/2016

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Obrigada por partilhar comigo o vídeo. .Soberba a sua performance.

Sucesso para o seu novo livro a ser lançado no dia 22 (de junho ou julho?). Somente um poeta como você poderia realizar um “diálogo”, bem logrado, com Nietzsche.

Darcy F. Denófrio, Goiânia, 10/06/2016

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Admirado poeta Antonio Miranda:

Desde Colombia le escribe Omar Ardila (poeta, ensayista y analista cinematográfico) ante todo para felicitarlo y agradecerle por su gran labor en la difusión de la literatura hispanoamericana y en especial de la brasilera. Su página ha sido una magnífica fuente de consulta para mis trabajos de investigación y una puerta abierta para el descubrimiento de tantas voces hasta el momento desconocidas.

OMAR ARDILLA –Santander, Colombia, 20/05/2016

=======================================================================================

Excelentes poemas visuais, Miranda! Como foi bom ter aprendido um pouco de seu conhecimento e talento, quando nos reunimos em Brasília!  CERES MARYLISE REBOUÇAS, 28 out. 2015.

Ola Antonio,

Na cidade de Montana apareceu o número anual da revista de arte, literatura e cultura OGOSTA (nome dum rio da regio) e traz os terÊs poemas de vocÊ, e minha nota Cem anos  de relações literarias bulgaro-brasileira. Foi uma iniciativa do redator chefe, o que significa que ele gostou tanto que resolveu reproduzi-los. Parabéns. RUMEN STOYANOV – Bulgária, out. 2015.

 


CONCRECOISA CHAMADA ANTONIO MIRANDA

 

Gratidão é escada para novas alturas. / A gratidão quando nos invade, ela nunca se afasta.

Por isso, penso assim, a gratidão flui naturalmente... / As três frases externam a minha gratidão ao grande poeta Antonio Miranda, um incansável a(u)tor da poética contemporânea.

O seu portal www.antoniomiranda.com.br/ é um campo aberto para devaneios.

E a Concrecoisa Antonio Miranda é a gratidão materializada. /

Obrigado mestre!


CÉSAR RASEC – Salvador, Bahia, abril 2015

=====================================================================================

 

SOBRE O EBOOK “POEMAS” DE ANTONIO MIRANDA EM RUSSO...

 

Vou enviar o link para o professor Vadim Kopyl de São Petersburgo, um dos maiores amigos da língua portuguesa na Rússia, que dirige o Centro de Estudos Lusófonos da famosa Universidade Pedagógica Hertzen. Ele já tem a edição bilíngue da Tu país; que eu saiba, até chegou a fazer palestras a respeito dessa obra na Universidade e numa das bibliotecas públicas de lá.

 

OLEG ALMEIDA, poeta, selecionador e tradutor dos poemas ao russo. E-mail, 30/08/2015

 

 

Impressionante a sua criatividade (no conteúdo e continente) que transforma em original o tradicional formato dos livros. Cada um é cada um.

Grande poeta, ensaísta, contista, multifacético intelectual e artista.

 CLÁUDIO MURILO LEAL, agosto 2015

 

Vou decompor Fernando Pessoa
e reconstruir Cesário Verde
e gerar Drummonds.

Nas relações fractais
jamais criaremos algo imutável.

Antonio Miranda

A atuação de Antonio Miranda, no âmbito artístico, é dinâmica e plural e isso possibilita muitas leituras sobre sua produção. Por isso, mesmo que nos apoiemos na crítica ensaística sobre a poesia de Antonio Miranda, poderemos em muitos momentos sugerir algumas arguições e principalmente visar a contribuir com os estudos sobre a poesia contemporânea na Literatura Brasileira.  //  Iniciamos dizendo que os versos, que epigrafamos, neste capítulo, aproximam o contexto enunciado e  sujeito que o redigiu, pois a frequência da pluralidade artística erigida pelo autor dessas linhas poéticas é incansável, diversificada, moderna e surpreendente. Os verbos decompor, desconstruir e gerar sugerem justamente o processo de criação poética. Este vate, como todo poeta, transfere para o papel suas vivências, suas múltiplas experiências. Ele transforma realidade em literatura, pondo sob interrogação o mundo interior e exterior, isto é, o eu e o outro.”     WALTER GOMES DIAS JUNIOR, João Pessoa, 2014 (Fragmento da tese de doutorado).

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A minha alegria ao ver este grande poeta homenageado neste espaço é muito grande. Antonio Miranda é homem das letras e sabedoria. Desde adolescente já exercia sua atividade poética fundando em 1956, o jornal estudantil " A voz da Juventude", em Nova Iguaçu , RJ, onde estudou por um período, quando já escrevia poemas e sonetos. 

Escrevia desde 1949 para revistas infantis, tendo sido premiado em 1953, com um livro de um conto irradiado. 

Tive a grande honra de ler um poema de Antonio Miranda sobre o mito das vítimas de Iemanjá, na Lagoa de Abaeté, enviado a mim pelo poeta, datado mais ou menos de 1954. 

Em 1955, escreveu um longo poema: Azyx Paraíro Perdido, exaltando as belezas da nossa terra - uma terra imaginária paradisíaca dentro da Amazônia.

Antonio Miranda estava com um projeto de resgatar a sua incursão poética na fase de sua adolescência.

Grande abraço     
SAM  em
http://poetasdobrasil.blogspot.com.br/2008/03/antonio-miranda-antonio-miranda-poeta-e.html

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Matusalem Dias de Moura

 Antônio Miranda, pelo trabalho que presta á literatura, mais precisamente à poesia, merece todas as homenagens dos brasileiros e das instituições literárias e culturais pátrias. Merece mais: as palmas de todos os poetas. Que Deus dê vida longa e saúde plena a esse abnegado benfeitor da poesia brasileira. 1 março 2014

 

 

Seguiremos, seguiremos... Agora, o grande admirador sou eu. 

Afetuoso abraço.

 PÉRICLES PRADE,  Florianópolis, DC  8-7-2013

 

Antonio,

He visto su página web y me ha sorprendido gratamente. Está haciendo un trabajo maravilloso. No dude de que le daré divulgación en mis cursos para que lo conozcan todos mis alumnos, que son profesores brasileños de español. Les va a interesar mucho, sin duda.

 

María Nieves Aparicio Pérez-Lucas, asesora técnica de EducaciónEmbajada de España en Brasil - Consulado honorario en Belo Horizonte – 9 MAIO 2013

====================================================================================

 

parabene, dom antonio !

admiro muito o seu portal.
GUILHERME MANSUR – 08;03;2013

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Caro companheiro Antonio Miranda , acho exponencial esse trabalho seu em defesa da poesia e do poeta brasileiro, principalmente por vir de quem traz nas m ãos a poesia trabalhada e engajada com as questões do momento e do permanente. LUIS AUGUSTO CASSAS, São Luis, MA. Jan. 2013

 

ANA RUSCHE, São Paulo, SP  escreveu: "é muito completo mesmo o portal. sempre que preciso encontrar alguém, aparece por lá."

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

POEMA PARA ANTONIO MIRANDA

 

  Zenilton de Jesus Gayoso Miranda

 

 

atônito Antonio

Antonio atômico

átono Antonio

Antonio antinômico

 

pesam os teus pés

todas as Américas

teu marco

todos os continentes

 

um efebo dentro de outros

a desafiar a boneca russa

um coração servo das eras

caverna das sombras de todos os poetas

 

padrinho do verso princeps

de sombradas sobras inteiras

no tempo do silêncio do verbo

 na voz de um esperpento,

anárquico, um barco,

a conduzir todos os cantos

 

 

Brasília,  26-10-2012

==================================================================================

Seu portal é uma das maiores manifestações culturais e poéticas da América do Sul. Extremamente importante para quem é poeta ou ama a poesia. Sinto-me orgulhoso de fazer parte dele.  TANUSSI CARDOSO. Rio de Janeiro, 18.08.2012

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Alice escreveu: "Verdade, Márcia Marques, Antonio Miranda presta um enorme serviço à cultura." ALICE RUIZ, no Facebook, 8/7/2012

=======================================================================================

Gostaria de parabenizar pelo excelente site que você mantém há tantos anos. Sou um leitor e admirador, e me recorro a ele sempre que necessário. Do que sou muito grato. Leo Gonçalves   www.salamalandro.redezero.org   21/05/2012

=======================================================================================

Olá, Poeta
Que maravilha! A poesia, com certeza, tem o seu público,
que pode mesmo surpreender, como no caso, agora, do
belo portal que você conduz com tanta generosidade
e também rigor. Testemunhei o apreço popular pela
poesia com os varais literários, que a partir da década de 80
se expandiram quase magicamente e hoje estão na maioria
das escolas.
Um grande abraço e também a estima do
Alcides Buss – Florianópolis, SC  fev. 2012

 

Mestre Antonio Miranda
Valeu, Vale e Valerá a pena! Não digo apenas o seu Portal, digo a sua existência.
O poeta, o escritor, o conferencista, o amigo ANTONIO LISBOA CARVALHO DE MIRANDA vale a pena sob todos os aspectos para a Cultura Brasileira e Latino-americana.
Parabéns, amigo, pelo merecido sucesso do seu valioso trabalho.
Abraços,
Cyl Gallindo - fev. 2012

 

Vc é impossível. Não tem idéia do quão labiríntico é seu site. Há infindáveis becos e vielas em que somos assaltados por gratas surpresas a cada clique. Fico imaginando como será sua biblioteca. Daquelas de perder as digitais de tanto folhear os livros. Sabe aquela vertigem de quando ficamos horas a fio lendo... hipnotismo.  RICARDO MENDES MATTOS -= - São Paulo, 21 abril 2011

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Posso logo dizer-lhe que, ouvindo sua declaração de amor à arte cabralina, vi, logo de início que estava a dialogar com um discípulo de Heráclito, porque partidário do caminho do logo, cujo agente mágico é de natureza elétrica e cujos adeptos devemos as ideias do creacionismo, a criação a partir do nada, a invenção, a eleição, a prótese, a revolução. o que logo na abertura de Memórias Infames, o próprio  amigo já enunciava. Solene.

Pois bem. Foi bom ler os seus livros que, em verdade, tratam de matéria única, una e múltipla, transcendente e chã — o amor, com todos os seus desvarios e vôos, desertos e planícies. 

Permitiu-me conhecer as muitas vozes que habitam o seu parlamento íntimo (...)"
LUIS AUGUSTO CASSAS, São Luis do Maranhão, janeiro 2011

==========================================================================

Meu caro Antonio Miranda,
estive no México participando do IV Festival de Poesia as Línguas da América, promovido pela Universidade de Nacional Autônoma do México. Poetas de vários países me falaram da presença brasileira de Antonio Miranda no cenário da poesia iberoamericana. Foi um menção que me proporcionou muita alegria. Afetuoso abraço. Seu amigo. Lêdo Ivo.
Rio de Janeiro, 19/10/201

==================================================

 

Querido Antônio, bom-dia! Antes de mais nada, devo expressar meu encantamento por sua presença marcante no evento Verão Poesia. - Diferencial de qualidade e valor. Poucas pessoas conseguem ser tão lúcidas na condução, por meio da palavra falada, do conhecimento, entrelaçando-o a dados históricos e o livre pensar.
De verdade, foi um prazer ouvi-lo: humor e encanto permeados por leveza e simpatia. Sem esquecer a elegância e o inegável toque de inteligência!
Lúcia Serra – Belo Horizonte, MG, 14 fev. 2010

=========================================================================

Gostaria de deixar registrado que reconheci o seu nome pelo email e pela referência à UnB, e logo associei ao excelente site de poesia experimental que volta e meia frequento, principalmente para os nomes menos conhecidos na poesia visual. Hoje faço mestrado em literatura pela UFRJ, com um projeto sobre o Edgard Braga, o calígrafo concreto que também está presente em seu site. Registro aqui meu agradecimento pela utilidade rara de seu site e o desejo de conhecer mais seu trabalho.) Atenciosamente, Luiz Guilherme Barbosa. RJ, 5 de fevereiro de 2010

=====================================================================

VIDEO COM A PALESTRA SOBRE AUTORIA/ AUTORIA COLETIVA/ ONTOLÓGICA E MULTIVOCALIDADE, por ANTONIO MIRANDA na Bibioteca Nacional de Brasilia‏ no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=y8RXgo4CkH0

Caro amigo Antonio Miranda,
Aprendi muitíssimo com sua palestra.
Ajudou-me, na compreensão de sua fala, o conhecimento prévio de certos ensaios, como "Os discursos paralelos" ou "Os limites da intertextualidade", de Gilberto Mendonça Teles. Mas você foi muito além, jogando o tema dentro do mundo virtual, mostrando, entre muitas outras coisas, um novo paradigma, o da cooperação, que substitui o da competição.
E aponta saídas, ou seja, como gerar conhecimentos dentro do paradigma cooperativista solidário. Uma senhora aula!
Assim que as aulas começarem na UFG, pretendo encaminhar seu e-mail aos coordenadores do pós-graduação e das áreas de Teoria da Literatura e Literaturas, de lá. Vou conseguir os e-mails com professores amigos que continuam na ativa.
Parabéns, abraço.
                          Darcy Denofrio, Goiânia, sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

================================================================

Ayer, que fue el último día de clase del cuatrimestre, vi con mis alumnos tu conferencia, que gustó mucho y dio pie a un gran debate. ¡Enhorabuena!
 AURORA CUEVAS CERVERÓ – Universidad Complutense de Madrid, Eapãna, 21/1/3010

================================================================

Meu caro Antonio,
brilhante a notícia de a poesia visual ter sido recordista de visitas no index do seu trabalho notável em prol da educação dos sentidos de tantos leitores e internautas. Belos achados, oportunos e necessários, os de Marinetti e Caramuel. Enriquecerão a leitura semiótico-visual de milhares de leitores ávidos por novidade.  MARCIO ALMEIDA, Minas Gerais, Brasil, 17/01/2010

====================================================================

Prezado escritor Antonio Miranda,                   [Goiânia, Goiás, 8 janeiro 2010)

Sou leitora  e exploradora de seu site. Afinal você é o maior colaborador do portal UBE-GO, pois publica bastante sobre nossos autores. Sou editora do site ubebr, e sempre que tenho alguma urgência sobre poesias, busco-as em seu site. Com isto faço a divulgação do mesmo no perfil de alguns associados, como Miguel Jorge, Darcy Denófrio e muitos outros. 
Como você é cuidadoso e didático em seu trabalho! Adorei as poesias ilustradas. A poesia: "Meu Nome" é um primor, rimas bem construidas e leves, uma sintaxe inteligível e dinâmica dentro de um final superlativo: "meu nome agora é outro." Parabéns pelo caminho que vem abrindo e pelos passos que está deixando a nós outros.    
 Atenciosamente; 
Clara  Dawn -- Romancista
Editora do site
www.ubebr.com.br; http://www.autores.com.br/claradawn;  
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/claradawn;
Orkut: Clara Dawn

==========================================================================

Antonito de los  angeles! Revendo o seu generoso site,cumprimentando-o por manter essa posição independente dentro da geléia geral, sobretudo pelo espaço que tem aberto na BN em favor da poesia, seu amigo, ars [AFFONSO ROMANO DE SANT´ANNA, 31/12/2009]

 

========================================================================

Amado Antonio Miranda,

 

 Você não tem ideia do que aconteceu comigo

 depois que fui publicada no seu site.

 O seu portal me colocou no Sétimo Céu.

 

 Só não arrumei marido   , nem editor    porque

 milagres nem sempre acontecem, tudo o mais tem sido...divino.

 Nos meus 25 anos de carreiras foi um fenômeno.

 

JURACY RIBEIRO, Paraná, 25 de dez. 2009


O poeta      

   

De Inma Vellosillo                                                     

          (para Antonio Miranda, por los días compartidos)

 

Te levantas,

retiras la sábana

      y un haiku

cae a tus pies, engancha en tu tobillo.

Descuelgas la camisa de un soneto,

abrochas los botones con rima asonante,

te calzas dos versos por zapatos,

pisas con firmeza un caligrama-alfombra…

y sales a la calle con gesto de poeta.

Así te imagino, Antonio,

inaugurando el día.

 

Quizá la poesía

-ese aire que siempre has respirado-

ha dejado tus pulmones

limpios, enormes, danzantes,

abiertos a todos los caminos,

anhelantes de nuevos horizontes.

 

En tus versos

has disfrutado el cuerpo

como quien navega por las palabras del sueño:

         embriagado, exhausto,

mecido por las sílabas que tantas veces unes.

Te has mirado en espejos,

has sacado a tus otros

y a otros otros cercanos

y los has enmarcado

en paisajes de letras

    -los espacios entre ellas a modo de luciérnagas-.

 

Porque en ti he visto

bailar la poesía,

       voltearla,

saltarla a la comba

con esa alegría infantil

que quisiéramos seguir sintiendo

cuando los años crecen como estrellas.

 

Te llevare, poeta, sobre el océano

contagiada de tí:

               cada nube,

               un verso ‘Mirandiano’.

 

 

 

15 de julio de 2009

Poema escrito por Inma depois de uma visita a Brasília.


Admiro la voluntad ofrecida a tu trabajo y la admirable capacidad para iniciar y sostener lo que amamos. / Tu condición de poeta, ensayista, traductor, tu experiencia de gestor cultural, tu saber, tu pasión, no con frecuencia se concentran  en una persona.  SUSANA CABUCHI – Argentina   sept. 2009

Debo felicitarlo por trabajo poético y por su página, su vasta información la convierte en sitio obligado para la investigación y en  un lugar de consulta constante. Esta página la recomendé a la productora del programa Habitantes de la Palabra de Radio Nacional de Venezuela y me agradeció mucho haberle dado esta información ya que también constantemente la está consultando.  RAQUEL MOLINA, Caracas, Venezuela, 6/9/2009

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

E já li também: as suas traduções são modelares, duma grande limpidez - e quem lho diz é um gourmet de boas traduções e que também, nas suas horas, usa oficiar... NICOLAU SAIÃO, poeta, Portugal, 26/5/2009

Querido Antonio...pero si era Ud. El gran maestro-performer, que sacudió la modorra de los acolchados escenarios de la Feria.  WALTER CASSARA, poeta, Buenos Aires, 16/05/2009

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ESTUVE Y SEGUIRÉ LEYENDO TUS POEMAS, DESNUDOS, INTENSOS, DENUNCIANTES
(PROFETIZANTES??), NO HAY LIRISMO A SIMPLE VISTA, PERO CUANDO ME INTRODUZCO Y EXCAVO......HAY UN ROMANTICISMO APRETADO, CON LA PALABRA JUSTA, Y NECESARIA.
“NO MÁS”, “QUIÉN ES QUIÉN”, “MALA EDUCACIÓN”, Y ESPECIALMENTE"ANTES DE NACER YO OÍA" ME ENCANTARON (DE ENCANTAMIENTO), DE MAGIA Y SEDUCCIÓN.
GRACIAS.  SILVIA MONTENEGRO, ARGENTINA,  12/05/2009------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Renovo meu agradecimento pelo envio de seus dois livros, ressaltando poemas de grande sensibilidade e o estudo excelente de Elga Peres-Laborde: “AUTOBIOGRAFIA TARDIA”, “CERRADO”, “FAUNA E FLORA” e “AS ORIGENS”. Numa visão telúrica e humana como verdadeiras reportagens poéticas. “DO AZUL MAIS DISTANTE”, além dos poemas que tanto me agradaram, ressalto a bela edição contendo fortes e talentosas ilustrações .     YEDA PRATES BERNIS - 6/4/2009

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Há em ti uma vitalidade que me impressiona. Há algum tempo acompanho sua trajetória. Fiquei imensamente alegre de estar em Brasília durante o período da I Bienal de Poesias e poder te assistir as falas. Obrigada por seu espaço maravilhoso na internet, obrigada por estar a frente da Biblioteca, obrigada por dar tantos incentivos aos novos poetas, à arte, à comunicação. Você é brilhante! Sinto-me desde já representada com a tua viagem. Parabéns!  Divina Jatobá, em 23/02/2009, na mensagem em que anuncia a publicação de um poema em homenagem a Antonio Miranda:
http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdedicatorias/1453407

-------------------------------------------------------------------------------------------

É com grande alegria que descobri o teu antoniomiranda.com.br.  Creio que
passarei muitas madrugadas desperto até desvendar todos os poetas que
abrigas. Em particular achei curiosíssimo teu poema "Estou logado em vocês",
muito interessante a desconstrução da linguagem formal para a "internética".
Às vezes imagino Pessoa nos tempos atuais numa sala de bate-papo! Ah, seria
uma beleza!

Abílio Mateus Jr.  – Marseille – França – julho 2008

Danças da Escuridão: http://abiliomateus.net/dancas
Sublimes Ruínas: http://abiliomateus.net/sublimesruinas

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Caro Poeta, gracias por sua página, entrei em busca de Jose Martì e mergulhei num lago de poemas e arte... E como nos diz este grande Poeta Cubano, realmente, a "felicidade está no caminho do trabalho", pois entre atalhos e setas encontrei mais Poesia, alimento etéro e carne diária às mãos que ao escrever se re-escrevem 
Abraços, carinhosamente, poéticos! 
Quando puderes, espie, entre em Vidráguas, pois cruzando caminhos sempre edificaremos mais encontros de vidas, VIVAS à POESIA!!!

Carmen Silvia Presotto  www.vidraguas.com.br  (1 de maio de 2008)

-----------------------------------------------------------------------------------------

Sobre o Site de Antonio Miranda

 

Passei uma vista d’olhos. Encantei-me!

Um acervo de preciosidades,

Currículo recheado de bons licores

Sem pose de artista, vaidades,

Abre espaços para os humildes

 - Desbotados, se vêem em cores.

O assunto é daqueles que empolga,

Mas vou indo... preparar meu livro para a  Bienal

Com licença! Acabou minha folga.

 

S a n d r a F a y a d – 22/3/2008

 http://www.sandrafayad.prosaeverso.net/

www.sandrafayad.abrali.com

http://www.avspe.eti.br/poetas/sandra.htm

http://www.vaniadiniz.pro.br/sfayad/index.htm

http://www.crlemberg.com/poeta/sandra/sandra.htm

http://www.cirandasdeletras.cantodapoesia.net/sandra-fayad.htm

http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=1327

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

“Poesia no porta-retrato” e “Retratos e poesia reunida” têm-me acompanhado, e, de página para página e de surpresa em surpresa, deixo-me contagiar pela originalidade tão acentuada que corporiza estes seus versos. Bem haja, então, por se ter lembrado de mim enviando-me aquele livros: quando descubro um grande poeta o meu contentamento é grande.”   ANTÓNIO SALVADO, Castelo Branco, Portugal. março 2008

 

 

“...sua poesia, que me pareceu realmente notável; li, no sítio, suas "Meditaciones sobre la muerte" e alguns poemas de "Retratos", obra de quem conhece a poesia em forma e essência.” HENRIQUE MARQUES SAMYN, poeta, Rio de Janeiro, set. 2007



Viva Ricardo Noblat,que no bom gosto e na crítica ferina de sempre, nos "premiou" com a divulgação do blog de Antônio Miranda, o ex-professor, daquele tipo que ninguém esquece: na competência e na ternura. Orgulho da área de Biblioteconomia, Ciência da Informação, Filatelia...O lado bonito de Brasília, no meio de tanta lama... Lygia Dias de Toledo , Juiz de Fora



Gostaria, uma vez mais de fazer-lhe meus cumprimentos pelo seu site excepcional de poesia e literatura, pela riqueza de conteúdo e pela tremenda praticidadade de consulta. Realmente um must, que deveria figurar entre os melhores sites do gênero, com recomendações e links em todos os grandes instrumentos de busca dessa área. PAULO ROBERTO DE ALMEIDA, diplomata. Brasília, 8/9/07


 

Prezado Antonio, “Eu sou um privilegiado/ e nem percebia:/ vivo a minha fantasia./ Tenho tanto/ em tão pouco/ mas não me basto/ no pleno usufruto/ do qu’eu queria”. Belíssimo. Assim como é belíssima a incorporação (eis a palavra certa), de Kaváfis. Recebi os livros ontem, e agora os lerei com o vagar necessário, já sabendo que há recompensa pela viagem. Obrigado, 

SERGIO COHN, Rio de Janeiro, 20/7/2007



“Li  — e relerei — seus livros Despertar das Águas, Retratos & Poesia Reunida e Canções Perversas com um prazer enorme, vendo-o múltiplo, pluriapto poeticamente, comovente, irônico... Você é dos melhores e aquele poema para o Fernando Pessoa ai-meu-Deus!” RITA MOUTINHO, Rio de Janeiro, maio 2007.

 

Miranda, meu santo: que belo trabalho de síntese e divulgação.Esse seu site
passa a ser referência internacional para nossa poesia. Você e esquipe
fizeram o que entidades oficiais deveriam ter feito há muito. AFFONSO ROMANO DE SANT´ANNA – 5-1-2007

GERAIS

 

Na década de 80, bem no início, minha família fez uma viagem nesse navio [Lobo d´Almada, no Amazonas]. Vi a tua foto. Nosssa... quantas lembranças boas da minha adolescência. Aproveitei o ensejo e li tuas poesias. Gostei muito delas. Mais ainda que do teu estilo, gostei imensamente foi das reminiscências, dos "cartões postais poéticos" que tão bem ilustram as fotos. Estas, infelizmente, pequenas. Parabéns pelo seu site. Bom gosto sempre e bem-vindo. TERESA NÚBIA, Arte-educadora e professora de literatura, 1.5.2007 

 

Meu caro Antonio:Qué puedo decir de un poema tan excelso?. Soberbio en verdad. Es simple, sencillo, fuerte y vigoroso, como la obra misma del gran artista Niemeyer. Si Niemeyer fuera poeta de escritura, de seguro

escribiría poemas como ese. Y digo poeta de escritura, puesto que Niemeyer, para mí, es un poeta de la arquitectura. XULIO FORMOSO, Caracas, 2-5-2007

 

Acabo de ler o poema e ver as fotos.Gostei muitíssimo... Adorei a dialética do materialismo-espiritualidade evidenciada em seu poema. O seu poema é, simultaneamente, arte e psicanálise.Os poetas vão fundo à alma, muito mais que Freud conseguiu fazê-lo, sem dúvida. Parabéns!  MARTA HELENA DE FREITAS, Brasilia, 3/5/2007



He podido leer también algunos de tus poemas, pero tendré que hacerlo con tiempo y dedicación. Como sea, estoy de acuerdo que tú eres más modesto que tu soberbia... Y la barroca idea de Terra Brasilis es un ejemplo para todos, una especie de Canto General que algún día también dedicaré al Perú. Carlos Riboty, Palermo, Itália, nov. 2006
 


He leído sus libros, me gustan tanto. Los escritores noveles necesitamos las facilidades con las que escritores como usted que aunque ya tiene un nombre, unas letras y desarrolla siempre grandiosas ideas se acerca a nosotros como si nada. Juan Carlos Vázquez, San Francisco, CA, USA- 5 oct 2006


Antonio:  para muitos críticos o teatro moderno em Venezuela começou com Tu País está feliz e com Rajatabla.  Eu vi uma segunda produção feita nos anos oitenta ou noventa, não me lembro bem. Mis saludos y respetos,PABLO GARCÍA GÁMEZ  http://garciagamez.iespana.es/ AGO. 2006 

Antonio Miranda, não consigo encontrar palavras que possam expressar o meu encantamento ao ler alguns de seus poemas... Estou maravilhada!! Que suas mãos falantes continuem brilhando em tão lindas letras!
Um abraço,     (MARIA LU) IZA LUNA FREIRE, São Paulo, SP, 2/10/2006


Estimado Antonio: Hoy recibí su poema y quería responderle por dos causas. Una es que me gustó mucho su poema, pero además soy admirador de Kavafis, y usted toma referencias de Esperando a los Bárbaros y de Troyanos, con gran sobriedad y tino, al punto de exponer una temática moderna (contemporánea), desde una referencia neoclasicista-modernista. Quisiera compartir con usted su esperanza final, quisiera que así fuera, pero también soy conciente de que "vivimos tiempos difíciles", como dijo Berthol Brecht, y lo mejor es tratar de hacer de nuestro tiempo, un tiempo que pueda ser compartido dignamente por todos. Mucho agrado me causó su poema y le agradezco que me lo enviase por mail. Le envío un gran abrazo y hasta pronto.   Cláudio Sesín.  Catamarca, Argentina, 21/07/2006 


 

Que bom receber o poema, junto com a sua mensagem. Gostei muito, iluminou a minha tarde. Sandra Gomes, 20/07/2006


 

Seus escritos são PERFEITOS! Esclarecem, elevam e convidam à reflexão. Obrigado por compartilhar e tenha toda a minha admiração e amizade. Roberto Oliveira, poeta. Rio de Janeiro, 18/7/2006 


 

Siempre hago alguna lectura de tus poemas para disfrutar de tu poesía, que, a mi entender es de lo mejor que he leído no sólo formalmente ("la moral del arte está en su forma") sino, indivisiblemente, por el alto contenido crítico y humano y con una acidéz que no deja de lado el humor que me parece excelente. Aunque no sólo te tengo siempre presente en la memoria por esto sino que siempre guardo en el corazón tu alta calidad humana. Espero que recuerdes también que en mi siempre tendrás una amigo del alma. RICARDO RUIZ, Buenos Aires, 16/07/2006


 

Lo felicito y al equipo que junto usted por el excelente trabajo y presentación de POESIA IBEROAMERICANA. Admiro la dedicación que ha puesto en difundir e

hermanar toda Ibero- América a través de la literatura y el arte.

DANIEL MONTOLY,  USA 15/07/2007


 

Visitei e adorei seu site!

Percorri todos os seus versos musicados, peças de teatro, etc. Parabéns, amigo Miranda!Gostei tanto que até gravei algumas composições.

Também gosto de declamar poesia - fiz uma gravação de um poema meu que acompanhei com a sua bela composição "Além de Ti." Mando para o meu amigo como um presente carinhoso. Perdoe o peso da mensagem, mas acho que ficou tão lindo...  CARMO VASCONCELOS, Lisboa, Portugal, 25/6/06


 

Miranda

 Minha mãe coleciona santos de casa, faz décadas. Aliás, fez um livro sobre o assunto que estamos tentando publicar.

 Mas nesse ínterim, fomos procurados por uma galeria de arte de BH (Galeria Copasa), perguntando se não gostaríamos de fazer uma exposição com seus santos, para comemorar o seu quinto aniversário.

Obviamente, gostamos da idéia e pusemos mãos à obra. Na feitura do catálogo, ocorreu-me - e todos concordaram - que o seu poema “Nem tanto pela devoção” seria o fecho perfeito para a publicação. 

Por esta razão, quero pedir a sua autorização para reproduzir o poema no catálogo da exposição. Abraços  

Cláudio (de Moura Castro). Belo Horizonte, 26/6/06


 

Gostei especialmente da Sylva Horrida, poema a seu modo surrealista, a lembrar um quadro de Bosch, com aquele desfile de horrores que ele sabia pintar.  ANDERSON BRAGA HORTA, 6/6/2006


 

A CRISE

 

Caríssimo Miranda,

seus poemas - além da fruição estética - me provocam efeitos catárticos!  Continue a inspirar-se(nos)!  ULF BARANOW, Curitiba, PR, Brasil  Baranow – 7/7/2005


 

Aproveito para felicitá-lo, como fã, pela qualidade do seu trabalho. Fui atraído à sua poesia por "Meu Nome". História completa e linda, embore mostre a dificuldade deviver. Perfeito. Giovani Iemini “Mão Branca”-  15/6/2006

 

Fiquei deveras fascinado pelo conteúdo que mina a cada link uma agradável surpresa... Parabéns Professor e amigo pois o que mais fascinou-me foi sua humildade em compartilhar com tantos, um momento que poderia ser só seu. Estou emocionado e se já era um fã, agora sou mais ainda, declarado admirador. FLAMARION A. COSTA. Brasília, 11/6/06 


 

Miranda:

Tenho entrado no seu sítio e cada vez me surpreendo com a atualidade, interatividade e riqueza de conteúdo; é fantástica a idéia de divulgar poetas ibero-americanos; e traduzir suas poesias lado-a-lado com o original tem duas funções: primeiro possibilitar a leitura e compreensão da poesia no original, o que é de uma beleza ímpar; segundo objetivar a criação de um instrumento didático que possibilita o ensino e a aprendizagem lúdica e espontânea da lingua original(e até mesmo do português).

Na sua biografia, fiquei estupefata com a sua popularidade, com os prêmios e sobretudo com o tempo que você vem dedicando a esta atividade cultural; isto porque, até pouco tempo, eu só conhecia o Miranda bibliotecário/professor e pesquisador; não sabia que você já se dedicava às Artes, há tanto tempo.

A página desvelou o outro Miranda (com seus heterônimos e suas artes!)

Um grande abraço de uma cidadã(não apenas de uma bibliotecária) que tenta conhecer e entender um pouco deste Brasil múltiplo e que o admira e estima

MARILENE LOBO. Salvador, Bahia, Brasil. 18/6/06  


 

Miranda,

O visual do novo portal ficou muito bom! Não sei se intencionalmente ou não, mas o "A" do logotipo com teu nome é muito parecido com o símbolo dos anarquistas.  RAIMUNDO TADEU CORREA, DF – 12/6/2006


 

“Obrigada pela remessa de Brasília - capital da utopia, Perversos, Brasil Brasis e do folheto São Fernando Beira-Mar, que é de uma atualidade e pertinência impar enquanto crítica “em cima do lance” de nossa podridão política, social, etc., oportunamente escrito dentro de uma linha de lirismo grotesco, sarcástico, crítico. Em Perversos, o que mais me chamou a atenção foi a veia irônica e a intertextualidade, pois vi referências a vários poemas conhecidos. Já Brasil, brasis aparece como um esboço de épico pós-moderno. Vocabulário riquíssimo, o que me interessa como poeta e lexicógrafa. Parabéns.! Continue com seu senso de humor aliado a perícia estética”.

RITA MOUTINHO, editora da ENCICLOPEDIA DE LITERATURA BRASILEIRA e chefe do Setor de Lexicografia da Academia Brasileira de Letras. Rio de Janeiro, 2005.



Ilustre professor Antônio
,
obrigadíssimo pela inserção de meus poemas em seu bem cuidado sítio eletrônico. Venturosas escolhas, até porque no seu épico "Brasil, brasis", III, plangem nos dois primeiros versos do septeto, p.36, O azul marinho de Pancetti, as bandeirinhas festivas de Volpi ... entre outros possíveis diálogos com minha poesia, além da grande preocupação social com nosso país. Ecoa, ainda de seu poema, em I, p. 10, " A Pátria dói nas entrelinhas", a voz plural do "poetinha" Vinicius de Moraes a recitar embargado "Pátria Minha" onde, lá para as tantas, Vinicius num certo vazio, "sem fontes" ( como disse) evoca sublime: " Pátria minha ... A minha pátria não é florão , nem ostenta lábaro não; a minha pátria é desolação...". Tocante, tanto quanto os sete (VII) brasis antonianos que você venturosamente compôs.
Peço-lhe sinceras desculpas por não lhe ter expressado antes sobre minha leitura, como você delicadamente solicitou em dezembro de 2002, quando enviou-me também o Horizonte Cerrado.Este, livro singular estruturalmente e cheio de estórias bem contadas, e 'brasiliense " na trama, na complexidade e nos destinos. Tão Brasília, como é a vida no "horizonte cerrado".
Donaldo Mello – 03/07/2005


"  Me arrependo de não ter descoberto tua veia literária mais cedo: adorei! Vc cria uns ambientes e compõe os personagens de forma muito sutil, mas ao mesmo tempo muito densa. A Senhora Diretora é inesquecível (e não estou falando das pessoas a partir das quais vc compôs a figura), seca, dominadora. No Horizonte Cerrado o Seu Geraldo me acompanhará por muito tempo, tenho certeza. Gosto muito de literatura, mas muita coisa a gente lê e logo depois esquece. O Seu Geraldo não pode ser esquecido, tenho certeza. O jogo entre os capítulos/personagens me lembra aqueles jogos de espelhos do Paul Auster. Não sei se a comparação te agrada, mas gosto muito do Auster e portanto é um elogio que te faço...!"
JOHANNA SMIT, São Paulo, Brasi, abril de 2004


" Dos pensadores mais cultos e lúcidos que habitam estas paragens, conhecedor profundo da Língua Portuguesa e de outros idiomas, Antonio Miranda traz em si a autêntica e natural visão da palavra - especialmente a palavra escrita e melodiosa - aquela que, diante do caótico cotidiano, transcende, ressangra, tem valor e glória. Com clareza de espírito, nobreza de caráter, experiência e conhecimentos multifaces que o credenciam como um dos mais completos e competentes intelectuais da atualidade, o bardo Antonio Miranda entrega-se ao ofício silencioso de escrever e - através da chama trina dos seus pensamentos - jamais se afasta da missão para qual nasceu destinado, a de re(criar) e ab(sorver) a alquimia dogmática das cousas invisíveis provindas da essência. Neste vasto e conturbado mundo onde um dos poucos bens da humanidade ainda é a Arte-Poesia, vez que os poetas/artistas são os semelhantes mais semelhantes a Deus, destacamos esta merecida deferência a este nobre e eclético escritor que tem não só nome, mas identidade e autenticidade de jogral triunfante. Sabe que o fazer poético é a liberdade da própria existência e que deverá sempre se embasar naquele princípio filosófico heideggeriano, que timbra a poesia como o universo do ser ("o ser é uma surpresa que a arte ajuda a vislumbrar"). Antonio Miranda... palavras certas, expressões adequadas, linguagem escorreita, límpida e corrente, assim é a atividade reflexiva do respeitável labor criativo deste poeta/escritor de primeiríssima grandeza. Este hermeneuta do verso, que - com convicção plena e raciocínio pontual - faz da arte de escrever um mandamento sagrado. Antonio Miranda, parabéns! Sincero e fraterno abraço, meu prezado amigo e companheiro de ideais literários"  (27/4/2004).
RUBENIO MARCELO 
(Secretário-Geral da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras)


"Fiquei encantada com a tradução de um poema de João Cabral e o seu encontro com Manoel de Barros. Atualmente estou fazendo uma Especialização em Literatura Brasileira do século XX e esses dois autores foram temas de duas disciplinas distintas ministradas por dois professores "passionés" por esses engenheiros da palavra. Espero que em breve, tenhamos em nossos currículos Antonio Miranda em verso ou prosa, Antonio Miranda em toda sua completude de conhecimento, de sagacidade, de inteireza." (17/05/2004).
LISBETH LIMA DE OLIVEIRA, Natal, RN.


"Acabo de leer el poema titulado Avenida Corrientes y tengo que felicitarte, has logrado fotografiar perfectamente a la avenida en su pasado y en su presente. Los que conocemos el pasado de Corrientes y la actual imagen, podemos decir que tus versos son pura verdad. Un beso y felicitaciones por haber encerrado tan bien con palabras una triste realidad". GRACIELA KIRIADRE, Argentina.


"Prof. Antonio Miranda, mestre das Ciências e, com muito encanto, agora descubro que também das Artes: Minha admiração por sua pessoa já é bem antiga, datando dos primórdios dos anos 80, quando fui sua aluna em um curso de especialização promovido pela Faculdade de Biblioteconomia da UFRGS. De todos os seus ensinamentos o que mais me marcou foi sua constatação, através de comentário ao final do curso, que me expressava muito melhor oralmente do que na forma escrita. E este foi um dos aspectos que lutei por melhorar ao longo de minha carreira. Hoje fico orgulhosa quando elogiam meus textos, lembrando sempre quem me mostrou o caminho. Gostei muito de sua página pessoal, tão 'clean', tão fácil de navegar. Seus textos, muitos já li, mas sua arte foi minha maior surpresa e encantamento. São belíssimas as peças em madeira, material nobre por natureza e cada vez mais raro pela ação devastadora do homem. Apreciei as fotos, mas espero, em breve, poder admirá-las expostas, quem sabe, aqui pelo sul? Parabéns e cada vez mais sucesso."
 
HELEN BEATRIZ FROTA ROZADOS, Professora do Departamento de Ciências da Informação/UFRGS
"


Es un sitio adorable, pero no tan adorable como Antonio...falta el calor de su humanidad y de su conversación, siempre tan estimulante y tan alegre".
GLORIA PONJUAN, Cuba.


"Gracias por dejarme saber sobre la página de Antonio Miranda. Me ayudó a confirmar lo que ya intuía, sus enormes destrezas y sus muchas virtudes. Me siento muy honrado con la amistad de un verdadero renacentista".
MARIANO MAURA,  Escuela Graduada de Cs. y Tecnologías de la Información Universidad de Puerto Rico


"soy venezolana, tuve la fortuna de vivir Tu País esta Feliz. Despues conocí a Antonio, unos cuantos años despues en un ambiente de bibliotecas, en donde también Antonio ha participado con éxito. Gracias Antonio, mi generación te recuerda con cariño. Importante el contenido de la página aunque tengo la limitación del idioma. Espero puedas tener una versión en español en un futuro."
ELVIRA MUÑOZ, Venezuela.


Envie sua opinião sobre a obra de Antonio Miranda. Forneça um e-mail para contato, assim também poderemos divulgar seus trabalhos ou mensagens em nossa página.

Envie sua opinião sobre a obra de Antonio Miranda Envie sua opinião sobre a obra de Antonio Miranda

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar