Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


CÉSAR GARCIA LIMA

Fonte: www.paraty.com 

CÉSAR GARCIA LIMA

 

Graduado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero (São Paulo), sou Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com a dissertação “A notícia e o poema — A reescrita jornalística na poesia narrativa de Carlos Drummond de Andrade”. Atualmente, atuo como professor do curso de Comunicação Social da Universidade Estácio de Sá (UNESA), em Niterói, e como professor convidado do curso de Especialização em Jornalismo Cultural da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Desenvolvo oficinas literárias, roteiros para TV e documentários digitais. Na gaveta, tenho dois novos livros organizados, um de poemas e outro de prosa. Fonte: http://www.cesargarcialima.com/autor 

TEXTO EM PORTUGUÊS TEXTO EN ESPAÑOL TEXT IN ENGLISH

 

MANADA

 

Há um boi na maioria dos ventres desta sala.

Há um boi que ruminou e balançou o rabo

pela incômoda visita de uma mosca varejeira.

Há um boi que piscou, como se entendesse tudo

e perdoasse por antecipação.

Há um boi superior, que se liquefez em passado

e nos legou a temporalidade do sangue.

 

MANADA

Hay un buey en la mayoría de los vientres de esta sala.
Hay un buey que rumió y balanceó el rabo
por la incómoda visita de una moscarda.
Hay un buey que parpadeó, como si entendiese todo
y perdonase anticipadamente.
Hay un buey superior, que se deshizo en pasado
y nos lego la temporalidad de la sangre.

HERD

There is an ox in mosto f the wombs in this room.
There is ano x tht chewed its cud and switched its tail
at a blowfly´s irksome visit.
There is ano x that blinked, as if it had understood everything,
and padoned it all in advance.
There is a superior ox, that melted into past
and bequeathed us blood´s temporality.

 

 

Fuente: HELICÓPTERO. V. 3 – 4. 2000

 

 

LIMA, César García.  Águas desnecessárias.  São Paulo: Nankin Editorial, 1997.  64 p.           (Coleção Janela do Caos : Poesia brasileira)   12x18 cm.  ISBN 85-86372-02-X 

 

 

A SERPENTE DE PEDRA

 

Impossível roubar as curvas da muralha da China.

É um conforto saber que o rasgo fino dos olhos

aprecia a textura impiedosa da caça.

Na verdade, eles pouco sabem sobre a cor.

 

Construída em horas tristes

                        dias incandescentes

a muralha agrega sementes

trazidas pelos pássaros

em tempos que o calendário não registra.

 

Há o consolo azul do anis

lembrando estrelas

e uma estrada sempre reta

que endireita a muralha.

 

Mas a muralha não é assim.

Segue os contornos imprecisos da garganta indócil

dos habitantes cegos de suas redondezas.

 

Nem isso consegue fazer esquecer o sabor

das especiarias tiradas da dispensa dos deuses.

 

*

 

às onze

horas se abrem

bocas-de-lobo

o coração

bem-me-quer

mal-me

o sol não pára

de

 

 LIMA, César García.  Este livro não é um objeto.  Poemas-postais.  Rio de Janeiro:       Edição          do Autor, 2004.  Ilus.  11,6x18,5 cm. 

 

 

 

 

Página publicada em novembro de 2008; ampliada e republicada em junho de 2014.

 




TOPO VOLTAR PARA BRAZILIAN POETRY

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar