Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 


 

Antonio Miranda no jardim de sua casa em Pirenópolis, Goiás.
Foto de Juvenildo Barbosa Moreira, 2006

 


 

NINGUÉM

 

Poema de Antonio Miranda

 

para Donaldo Mello

 

  

Não há princípio nem fim

na eterna diáspora

dos astros

tresloucados

deslocando-se

aos confins

do universo

em expansão.

 

O tempo não existe

para as estrelas

mas elas fenecem

e, de vê-las, fico triste.

 

Sem sombra e destino, também vagarei.

Hei de seguir o mesmo curso de ninguém.

 

 

Brasília, 14/06/2006

 

Antonio Miranda exposto no Parque Olhos d´Água, na Asa Sul de Brasilia.

 

Poema de Antonio Miranda exposto no Parque Olhos d´Água, na Asa Sul de Brasilia.

 



 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar