Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“NÃO VI, NÃO SEI, NÃO FIZ.”
Ilustração de FERNANDO LOPES

 

Canto 47 


CAIXA DOIS E METÁSTASE

 

                                Poema de Antonio Miranda

 

Porque sempre foi assim,
não tem por que ser sempre assim.

Acuado pela crise *
o presidente Lula orquestrou
a tese do Caixa Dois
como um vício republicano
— a compra de votos —
trocando o efeito pela causa:
um determinismo político
execrável mas justificável.

Instado a pronunciar-se
depois da queda de ministros e assessores
e de aliados envolvidos com os escândalos,
declarou-se surpreso e traído;
afirmou que cortaria da própria carne
se preciso fosse
como a oferecer outro dedo ao sacrifício
— mas não apontou culpados.

Quando a crise arrefeceu
saturada e alastrada pelos partidos
da base aliada e entre adversários,
pelas empresas estatais e fundos de pensão
no escambo e escambau,
numa trama tentacular e cancerosa
o presidente ofereceu cargos
e liberou verbas aos políticos
e admitiu que houve erros
mas nunca-jamais corrupção
em seu governo
(dizendo ser essa a prática dos anteriores)
logo aplaudido pelos acusados
e ameaçados de cassação de mandatos.

Mas a crise se alastra
subterrânea e sub-reptícia
e os cadáveres saem dos arquivos
para as manchetes dos jornais
na metástase do poder corrompido,
nos estertores de um sistema político
falido.
[Ainda sonho com o parlamentarismo
com partidos estáveis, fidelidade partidária,
com uma nova Constituinte,
com uma verdadeira reforma política!!!]

 

* Crise que levou ao julgamento do “Mensalão” tempos depois...
Texto do livro Terra Brasilis, 2006.
Depois veio o Petrolão....

 

 

COMENTÁRIOS: 


Verdadeira antecipação artística da nossa crise atual apocalíptica.
HILDA LONTRA – Natal, RN, professora aposentada da UnB.
 1 fev. 2017

Geralmente poetas e escritores antecipam futuros... mais um caso. Pena que seja tão triste por se tratar do nosso lindo país...
ANGELA TOGEIRO TOGEIRO – 1 fev. 2017

Como sempre, um excelente poema. Você, quando quer, é cáustico. Isso é ótimo. Grande abraço, meu caro amigo, Antonio Miranda! JOSÉ FERNANDES  - Goiânia, GO – 31 jan. 2017


Ezra Pound já disse que "Os poetas são as antenas da raça." Então, você estava muito bem sintonizado, Amigo, Antonio Miranda! Parabéns! Fraternal abraço.  GABRIEL BICALHO – 31 jan. 2017


Miranda, parece que você escreveu isto hoje!   BENEDITO MEDEIROS NETO – Brasília, DF- 31 jan. 2017

A cara do Brasil...sil....zilis..... Parabens, grande escritor!!!! Tiro certeiro de longo alcance.  LUCIENE PASSOS PIRES – 31 jan. 2017

Incrível atualidade do poema! FRANCISCO MARTORANO – 31 jan. 2017

Jose Vargas Muy bello. Lo traducimos.  JOSÉ VARGAS – Lima, Perú – 31 jan. 2017

Profético.  DAVINO SENA – 2 fev. 2017

 

 

 

 

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar