Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 


SELMO VASCONCELLOS

 

Nasceu em Bangu, Rio de Janeiro, RJ, e reside desde 1982 em Porto Velho, RO. Poeta, cronista, contista, antologista, divulgador cultural e editor da página literária

impressa semanal “LÍTERO CULTURAL, jornal ALTO MADEIRA". Colaborador no

www.rondoniaovivo.com  com a página "Momento Lítero Cultural" e www.jornalorebate.com.br no Caderno R como colunista da página http://jornalorebateselmovasconcellos.blogspot.com com colaboradores em todo o território nacional e mais em 35 países.

sendo eles : França, Portugal, Espanha, Cuba, Estados Unidos da América,

 

Poesias publicadas : www.selmovasconcellos.zip.net

 

Obras publicadas (poesia e prosa): REVER VERSO INVERSO (1991), NICTÊMERO (1993), POMO DE DISCÓRDIA (1994), RESQUÍCIOS PONDERADOS (1996) e LEONARDO, MEU NETO (antologia,2004).

Livretos independentes (poesia): MORDE & ASSOPRA e suas causas internas e externas (1999), DESABAFOS em memória de ROY ORBISON (2003), Revista Antológica “Membros da Galeria dos Amigos do Lítero Cultural” (2004).

 

CONTATO : vasconcelloselmo@hotmail.com

 

 

TEXTOS EM PORTUGUÊS  /  TEXTOS EN ESPAÑOL  

Veja também>>> POÈMES EN FRANÇAIS

 

ATRAÇÃO

A  TRAIÇÃO

Tão semelhantes

Porém tão distantes.

 

ATRACCIÓN

TRAICIÓN

Tan semejantes

Sin embargo tan distantes.

 

 

******

Tibete

Mundo longe

Mudo monge.

 

Tibete

Mundo lejos

Mudo monge.

 

 

*****

O HOMEM NO MEIO SOCIAL

 

O Homem com toda fortaleza

é um fraco.

Enquanto está bem esconde

sua fraqueza.

Quando está só

Busca em Deus que tenha dó.

 

Reza, promete, implora,

Fala, grita e chora.

 

EL HOMBRE EN EL MEDIO SOCIAL

 

El hombre con toda fortaleza

es un debil.

Mientras está bien oculta

su debilidad.

Cuando está solo

Busca en Dios que tenga pena.

 

Reza, promete, implora,

Habla, grita y llora.

 

*****

RICARDO

 

Menino travesso

Deitado nu berço

Chorando, gritando

Amamentando nu peito

Amado, bem feito

De corpos suados nus leito

 

RICARDO

 

Niño travieso

Acostado desnudo en la cuna

Llorando, gritando.

Amamantando en el pecho desnudo

Amado, bien hecho

De los corpos sudados, desnudos en el lecho.

 

 

*****

MATA

 

Hoje me matas

violentamente

com este machado.

 

Mas,

amanhã das minhas flores

te farão uma coroa,

do meu caule

tua urna mortuária.

 

Aí sim,

irás ao encontro

da minha raiz.

 

BOSQUE

 

Hoy me matas

violentamente

con esta hacha.

 

Pero,

mañana, de mis flores

te van a hacer una corona,

De mi tronco,

tu urna mortuaria.

 

Entonces sí,

te irás al encuentro

de mi raíz.

 

Yo te esperaré allí bajo la tierra.

 

 

 

LATINIDADE: I COLETÂNEA POÉTICA DA SOCIEDDE DE CULTURA LATINA DO  ESTADO DO MARANHÃO.   Dilercy Adler, org. São Luis: Estação  Produções Ltda, 1998.  108 p.  Capa: Carranca – Fonte do Ribeirão – São Luís – Maranhão – Brasil        Ex. bibl. Antonio Miranda

 

 

               

                CORPO A CORPO

 

 

       Foi uma luta tão limpa,
Cristalina, transparente, evidente,
Clarividente, serena.
Carne contra carne,
Músculos contra músculos,
Sangue, sangue, sangue...
Foi um luta tão limpa!

 

 

Página ampliada em outubro de 2019.

 



Voltar para o topo da página Voltar para a página de Rondônia

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar