Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página

Sobre Antonio Miranda
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



ADEMIR ANTONIO BACCA

 

 

Natural de Serafina Corrêa, RS, é poeta, contas, folclorista e jornalista.  Publicou, até 2007, oito livros de poesia, além de organizar e participar de muitas antologias. Ativista cultural, organizador de festivais e eventos de poesia com repercussão nacional e internacional.

 

“Ao alçar seu Plano de Vôo, com poemas curtos e tocantes, é possível imaginar o poeta navegando sua asa delta emocional pelas querências gaúchas, captando o silêncio do silêncio, num horizonte sempre distanciado.”  

 

 JOSÉ MENDONÇA TELES

 

 

iceberg

 

o que escondo

nem sempre é

a minha parte

mais perigosa

 

um bloco de ternura

hiberna

há muitos invernos

submerso em mim

à espera

de tantos reencontros

 

 

insônia

 

inventei tantos mundos

e abri tantas portas

em minha insônia

que tem noites

que não encontro caminho

para voltar para dentro de mim

 

 

ferido de morte

 

me deixe quieto

no meu canto

 

não toque no rádio

não mexa na ferida

nem provoque o sonho

 

deixe a noite

acontecer sem pressa

 

não fale meu nome

não atravesse a ponte

 

fique onde estás

e me deixe entregue

ao meu silêncio

 

hoje,

eu calo por nós dois

 

 

nós

 

essa coisa

que há em nós

 

busca que não cessa

palavra que não sacia

 

esperança que a gente tece

teimosamente

todos os dias

 

essa coisa

que há em nós

 

bálsamo para tantas dores

que a gente acostumou

e nem mais sente

 

força estranha

que há em nós

e nos leva pelas ruas

em busca dessas coisas todas

que na madrugada

desatam sobre nós

 

 

migração

 

sonhos

 

sonhos

batem asas

dentro de mim

 

quem sabe para o norte

quem sabe para  morte

 

 

do conformismo

 

eu toco

a minha vida

como que conduz

um tropa de bois

 

de que me vale

a sensibilidade

de poeta

se a insensatez

dos governantes

sempre põe tudo

a perder?

 

 

Extraídos de BACCA, Ademir Antonio.  PLANO DE VÔO.  Bento Gonçalves: Grafite, 2004.  128 p. 

 

 

 

MEDIDA PROVISÓRIA  161.  Organizador: Ademir Antonio Bacca.  Bento Gonçalves, RS:  1996?  176 p.  15x22 cm.  Capa: Luiz Rocha.  Impressão: Toazza.  Obs. O título “Medida Provisória 151” faz referência ao ato do Presidente Collor que revogou a Lei Sarney que permitia aos autores buscar apoio financeiro na iniciativa privada para a publicação de livros.  Col. A.M.

 

 

quando a minha emoção

cria coragem

e dispara pela madrugada,

nem perca teu tempo comigo:

 

não há cerca que me prenda

è nem corda que me segure.

 

quando a emoção

bate na minha porta

com seu jeito santo

bicho no cio,

me solto dos meus preconceitos

e mergulho de corpo e alma

nas minhas fantasias mais doidas.

 

E então,

nem eu me aguento.

 

 

 

 

DA TRISTE REALIDADE

 

Este mesmo coração
irresponsável
que se desmantela
em batidas
por ti,
um dia vai deixar

de bater
por mim.

 

 

 

BACCA, Ademir Garcia.  Página de jornal ( ou: Notícia que a gente não queria ser ).  s.l.:  s.d.  52 p.  15x20,5 cm.  Edição alternativa, com apoio da Prefeitura de Serafim Correia (RS) Móveis Pomzan S.A. e Governo José Bertuol, de Bento Gonçalves.    Autógrafo do autor, em 1989. Col. A.M. (EA)

 

 

DESERÇÃO INVOLUNTÁRIA

 

Na verdade,

éramos tantos,

nem sabemos hoje quantos

tanto tempo que passou

 

( quantos batalhões seríamos

somados lado a lado? )

 

Éramos tantos

e muitos mais eram os sonhos

e os caminhos a seguir.

 

E nos fomos todos,

um para cada lado,

cumprindo seu destino

e pouco se ouviu falar

dos muitos que se perderam

por aí...

 

 

 

POEMAS Y RELATOS DESDE EL SUR. Prólogo de Aitana Alberti, Federico Nogara. Barcelona: Ediciones Carena, s.f. 215 p;    Diseño de portada: Jordi Hernández.   ISBN 84-88944-72-1  Ex. bibl. Antonio Miranda

Inclui os poetas brasileiros: Alice Spindola, Guido Bilharinho, Ademir Bacca e Antonio Carlos Oliveira.

 


         EN MÍ

 

         En mí
         el vacío
         de todas las ausencias.

         El dolor de los amigos
         que partieron

         La falta de mi padre
         que se fue

         El vuelo de los amores
         que no dejaron nidos

         En mí
         el dolor de la soledad
         de toda espera

 

 

         DEL AZUL

 

         De ti
         me basta el sol
         de las mañanas de primavera
         que me ofreces
         en miradas de un azul
         que no cabe en el océano
         del poema.

 

 

         SIN TÍTULO

 

         En tu fuente
         muchas veces bebo
         el néctar amargo
         de la indiferencia.

 

 

         DE TU SABOR

 

         El sabor de tu piel
         sal impregnada en mis labios
         que me mata de sed
         a la orilla de la fuente de los placeres.

         Tu sabor en mi boca
         miel que sacia mis deseos
         en la hora postrera
         del miedo de perderte
         en medio de las sábanas.

         Tu olor impregnado
         en mi cuerpo
         perfume raro que ni la lluvia
         lleva de mí…

 

 

         TIEMPO CERO

 

         Rompo
         el último extremo
         que me unía a la risa
         y a la agitación.

         Ahora me siento solo.

         Tan solo,
         como deben sentirse
         las aves
         que nacen de un huevo
         abandonado

         barriletes
         pasiones
         son barriletes

         osadas
         entregadas al viento
         refrenadas
         en las manos que sostienen el hilo

         barriletes son pasiones
         en las manos de un niño
         rompiendo los límites del sueño.

 

        

        

Página ampliada y republicada en setembro de 2017 

 

 


Voltar para a  página do Rio Grande do Sul Voltar ao topo da página
 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música