Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


JOSÉ DA NATIVIDADE SALDANHA

JOSÉ DA NATIVIDADE SALDANHA

 

Pernambucano, nascido a 8 de setembro de 1796, e falecido na Bolívia, afogado inuma vala da rua, onde caíra em noite de chuva torrencial, em 1830. Bacharel em direito por Coimbra, abraçou a advocacia e foi professor de humanidades em Bogotá.      

BIBLIOG.— Poesias, Coimbra, 1822 ; Poesias diversas, 2 vols.

 

SONETO

 

Se no seio da pátria carinhosa,

Onde sempre é fagueira a sorte dura,

Inda lembras, e lembras com ternura,

Os meigos dias da união ditosa ;

 

Se entre os doces encantos de que goza

Teu peito divinal, tua alma pura

Suspiras por um triste e sem ventura,

Que vive em solidão cruel, penosa ;

 

Se lamentas com mágoa a minha sorte,

Recebe estes meus ais, oh minha amante,

Talvez núncios fiéis da minha morte.

 

E se mais nós não virmos, e eu distante

Sofrer da parca dura o férreo corte:

Amou-me, dize então, morreu constante.

 

SONETOS BRASILEIROS Século XVII – XX

 

Extraído de SONETOS BRASILEIROS Século XVII – XX. Colletanea organisada por Laudelino Freire.  Rio de Janeiro: F. Briguiet & Cie., 1913

0bs. Ortografia atualizada para esta edição.

 

Página publicada em junho de 2009

 



Voltar para o topo da página Voltar para a página de Pernambuco

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar