Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Foto: http://www.sistemampa.com.br

OSVALDO ANDRÉ DE MELLO

 

nascido em Divinópolis em 1950, poeta e professor.

Eis a sequência completa de suas publicações em livro: A palavra inicial (1969), Revelação do acontecimento (1974), Cantos para flauta e pássaro – 3 estudos de poesia (1983), Ilustrações (1996), Meditação da carne (1997),  As mesmas palavras (2012) e Lua nova (2014).

Osvaldo André de Mello se formou e se revelou no contexto estético-literário de efervescência ainda das vanguardas brasileiras pós-50, na “encruzilhada modernista” daquele período. E foi no seu primeiro livro — do ano de 1969 — que ele assim se manifestou:

poema estudo
poemaestudo
poem     tudo
poema é
tudo
 

(In: A palavra inicial, p. 38)

 

Poemas extraídos do SUPLEMENTO MG, julho/agosto 2015, p. 12:

 

          BUENO DE RIVERA AMAVA AS NUVENS

          Bueno de Rivera amava as nuvens,
          as manchas da madeira, as infiltrações
          nas paredes, as rachaduras, enfim,
          a plasticidade desses elementos,
          que, em dada configuração temporal,
          permitia-lhe desenhar, ou melhor, achar
          seres imaginários. Bueno de Rivera me inquiriu
          sobre isso. Eu lhe contei que conhecera a arraia
          O dom da poesia assim se manifesta
          — ele concluiu — antes da palavra.
 

         

A ATRIZ

          A inquietude conquistada por Ilma Nogueira, no dia a dia,
          com a personagem, há mais de uma década,
          a impediu de perceber o achado do espaço cênico
          da atriz que se expande em ondas,
          afogando o espectador de prazer, ambos de mãos dadas,
          mangas arregaçada, na construção da verdade teatral.
          Ela não de seu conta de que, na busca de estofos diversos
          o que agregou à personagem, esta lhe devolveu
          ao âmago — onde viveram os recursos histriônicos,
                                                                     as sutilezas
          das raízes dramáticas, o sangue da coragem física,
          a loucura domesticada e a humildade para oferecer
          o corpo, dionisiacamente, às invisíveis pessoas,
          com quem dialoga e compartilha o palco,
          que precisam desta luz corporal generosa para viver.

 

          O BRUXO

          Os Sertões inscrevem Euclides da Cunha
          na categoria de grande bruxo da humanidade.
          O aludido texto, crepitante, sumaria a poética
          de todas as referências à narrativa: o soldado
          e os cavalos mortos na batalha, mumificados,
          no agreste; as enormes árvores soterradas
          da caatinga enxergam o sol por arbúnculos
          frutífero, que são seus galhos; a inteligente
          sociedade de espécies vegetais solidárias...
          O leitor, a seu tempo, assim, avança, interna-se
          na guerra, até o solo comer os olhos daquela
          estranha cabeça arrancada de Antônio Conselheiro.
          O texto euclidiano cintila de tal maneira que apenas
          uma frase ostenta um feixe de luzes que abrem
          todas as direções. Para degusta-lo basta supor seja
          vinho do Porto: extremo prazer de cálices
          de cristal. Os Sertões se apropriam da memória
          e incendeiam de emoção para sempre a pele
          do leitor. Não há como desler, não há como apagar,
          não há como esquecer tal bruxaria da linguagem.

 

Página publicada em janeiro de 2016
         

         
         

 


 

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar