Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONCEIÇÃO EVARISTO

 

 

Maria da Conceição Evaristo de Brito (Belo Horizonte, 29 de novembro de 1946) é uma escritora brasileira.

 

Conceição nasceu numa favela da zona sul de Belo Horizonte, vem de uma família muito pobre, com nove irmãos e sua mãe, e teve que conciliar os estudos trabalhando como empregada doméstica, até concluir o curso normal, em 1971, já aos 25 anos. Mudou-se então para o Rio de Janeiro, onde passou num concurso público para o magistério e estudou Letras na UFRJ.

 

Na década de 1980, entrou em contato com o grupo Quilombhoje. Estreou na literatura em 1990, com obras publicadas na série Cadernos Negros, publicada pela organização.

 

É mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense.

 

Suas obras, em especial o romance Ponciá Vicêncio, de 2003, abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe. A obra foi traduzida para o inglês e publicada nos Estados Unidos em 2007.  Atualmente leciona na UFMG como professora visitante.

 

Em 2017, Conceição Evaristo foi tema da Ocupação do Itaú Cultural de São Paulo.

 

Conceição Evaristo é militante do movimento negro, com grande participação e atividade em eventos relacionados a militância política-social.

 

Fonte: wikipedia

 

 

 

Da calma e do silêncio

 

Quando eu morder

a palavra,

por favor,

não me apressem,

quero mascar,

rasgar entre os dentes,

a pele, os ossos, o tutano

do verbo,

para assim versejar

o âmago das coisas.

 

Quando meu olhar

se perder no nada,

por favor,

não me despertem,

quero reter,

no adentro da íris,

a menor sombra,

do ínfimo movimento.

 

Quando meus pés

abrandarem na marcha,

por favor,

não me forcem.

Caminhar para quê?

Deixem-me quedar,

deixem-me quieta,

na aparente inércia.

Nem todo viandante

anda estradas,

há mundos submersos,

que só o silêncio

da poesia penetra.

 

 

 

Do fogo que em mim arde

 

Sim, eu trago o fogo,

o outro,

não aquele que te apraz.

Ele queima sim,

é chama voraz

que derrete o bivo de teu pincel

incendiando até ás cinzas

O desejo-desenho que fazes de mim.

 

Sim, eu trago o fogo,

o outro,

aquele que me faz,

e que molda a dura pena

de minha escrita.

é este o fogo,

o meu, o que me arde

e cunha a minha face

na letra desenho

do auto-retrato meu.

 

 

De  "Poemas da recordação e outros movimentos". Belo Horizonte: Nandyala, 2008.

 

 

                Vozes- mulheres

 

        A voz de minha bisavó ecoou
        criança
        nos porões do navio.
        Ecoou lamentos
        de uma infância perdida.

 

        A voz de minha avó
        ecoou obediência
        aos brancos-donos de tudo.

 

        A voz de minha mãe
        ecoou baixinho revolta

        No fundo das cozinhas alheias
        debaixo das trouxas
        roupagem sujas dos brancos

        pelo caminho empoeirado
        rumo à favela.

 

        A minha voz ainda
        ecoa versos perplexos
        com ruínas de sangue
                            e fome.

 

        A voz de minha filha
        recolhe todas as nossas vozes
        recolhe em si
        as vozes mudas caladas
        engasgadas nas gargantas.

 

        A voz de minha filha
        recolhe em si
        a fala e o ato.
        O ontem — o hoje — o agora.
        Na voz de minha filha
        se fará a ressonância,
        o eco da vida-liberdade.

 

 

 

Página publicada em fevereiro de 2018

 

 

       

 

 


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar