Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POESIA MINEIRA
Colaboração de Wilmar Silva

BILÁ BERNARDES

 

BILÁ BERNARDES


Maria Bernardes dos Santos, poeta mineira. nasceu em Santo Antônio do Monte. Em 1970, mudou-se para Belo Horizonte onde trabalhou como professora, tendo se aposentado em 2005. A partir de 1995 atua, também, em atendimento clínico psicopedagógico. Participou de duas antologias no XIV Congresso Brasileiro de Poesias, em Bento Gonçalves.

Tem poemas publicados nas antologias POESIA DO BRASIL, vol 4, POETAS DO CAFÉ, ambos com lançamento no XIV Congresso Brasileiro de Poesia. Na revista EPsiBA, nº 12, Buenos Aires, Argentina, Outubro de 2006 foi publicado seu poema Saber Hiperativo. Tem levado, quinzenalmente, seus poemas em recitais em escolas públicas de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

A autora descreve o cotidiano dos apaixonados, quando adversidades são motivo de risos, cafunés, entrega... Em outro tempo, porém, o amor já é passado; um pra lá, outro pra cá...  Domitildes de Oliveira
 

Tecituras

Quero tecer minha vida
com novos tecidos
mais leves
mais coloridos
com muitos reveses
de mais deslizes

Quero tecer minha vida
com outros momentos
juntos o fora e o dentro
mais contentes
sem correntes
mas com laços

 

Poesiar  Poesia

A gente pensa
porque o corpo sofre
e a poesia aparece
quando a alma padece
Se o sonho anoitece
a saudade invade
e o sentimento crava
palavras de mel e fel
na mente e no papel


Descompasso

Pelo menos pra dançar samba
Ainda podemos ser parceiros
Talvez seja essa  a questão
que nos separou
Deixamos de ser parceiros
em muitas atividades
Você pra lá
            Eu pra cá

 

Poemas extraídos de FotoGrafias de DesCasamento.  Belo Horizonte: Anome Livros, 2008.

 

 

NÓS DA POESIA.volume 2.  Org. Brenda Marques Pena.  São Paulo: All Print, 2009.        119 p.    Ex. bibl. Antonio Miranda  

 

 

       E disse Deus!

       Noite quente... Fria dentro de mim...
Solidão "Severina"...
Angústia de existir em um
Terra tão sombria...

Entre a luz e a escuridão
Lembranças e esquecimentos
Lucidez e devaneios.

Procuro abrigo sob a luz fraca
Tentando manter a razão flertando com a insanidade...
A luz me protege dos lobos...

Aqueles que uivam dentro de mim...
Antes que eu me entregue à voracidade...
Recolho-me à luz simples que cultivo por minha sanidade 

Ouço o grito eterno ecoando das estrelas

—Haja luz!
E houve luz...

 

  

Pátria Amada

Com a derrota na copa
muitas casas recolheram
suas bandeiras
Nossas criança constroem
o conceito de que
Brasil é só um time de futebol.

 

 

Veja e Leia outros poetas do Estado de Minas Gerais: 

http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_brasis/minas_gerais/minas_gerais.html

l

 Página publicada em dezembro de 2008; Página ampliada em dezembro 2020

 


Voltar para o Topo da Página Voltar para a Página de Minas Gerais

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar