Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto e biografia: https://www2.camara.leg.br/

 

AYLÊ-SALASSIÉ FILGUEIRAS QUINTÃO

 

Aylê-Salassié Filgueiras Quintão nasceu em Piraúba, Minas Gerais. É jornalista e professor da Universidade Católica de Brasília (UCB), mestre em Comunicação e doutor em História Cultural pela Universidade de Brasília (UnB), onde foi também professor. É graduado em Jornalismo, Política e História. Como jornalista, trabalhou na Folha de S.Paulo, Última Hora, Rádio Jornal do Brasil, Diário Popular de São Paulo, Correio Braziliense, Jornal de Brasília, Diário da Manhã e revista Afinal, prestou consultoria para a TV Amazonsat e editou, durante quinze anos, a revista Brasil Florestal. Viajou pelo Brasil e conheceu as Américas e outros continentes trabalhando como enviado especial, tendo sido correspondente em Londres por dois anos. Repórter setorista em Brasília durante anos, dedicou-se, com prioridade, às áreas de economia, relações internacionais e meio ambiente. Seu primeiro emprego foi de guarda florestal do Parque Nacional de Brasília. Integrou, como membro representante do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), a comissão que elaborou o programa "Nossa Natureza" – do qual resultou a criação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e, em seguida, do Ministério do Meio Ambiente. Coordenou a área de Comunicação Social do IBDF/Ibama e da primeira gestão do Ministério Extraordinário para o Desenvolvimento e a Reforma Agrária (Mirad) na Nova República.

 

 

VOZES DE AÇO. XXII  Antologia poética de diversos autores.  Homenagem ao poeta  Ruy Espinheira Filho.  Organizador e editor Jean Carlos Gomes - PoeArt editora - Volta Redonda RJ. Apresentação:  Antonio Carlos Secchin, Anderson Braga Horta, Álvaro Alves de Faria, Antonio Olveira Pena, Antonio Torres
e Ricardo Vieira Lima.   Volta Redonda, RJ: Gráfica Drumond, 2020.   94 p.   15 x 21 cm.   Ex. bibl. Antonio Miranda

 

 

RAZÃO TARDIA

Aos poucos, desembaraçava-se da submissão
aos gurus, aos mitos, aos malfeitos... e aos cânones da religião.
A eles humildemente se curvara e,
agora, tardiamente, tentava dar autonomia à imaginação,
bebendo em novas fontes, transitando por entulhos não puídos
e respirando ares menos poluídos.

Reconhecia, entretanto, naqueles mestres
o prólogo, a essência e o curso da existência,
mas não mergulharia na insinuante escuridão da anomia.
Distinguia as pulsações da fraquezas e, nas contradições,
percebia-se, enfim, liberto de carismas, fantasmas e fantasias     
da memória
destituídos já de qualquer futuro na História.

Gurus e mitos pautavam o caminho do imaginário
repleto de preconceitos e aventuras,
tal as marcas nas atitudes, no pensar e na estrutura.
Passaram..., envelheceram e, então,
embora alguns Insistiam em permanecer, nesgas de luz
indicam a chegada da autonomia e o início, mesmo tardio, da
razão.

 

                                       20.05.2019


 

VEJA e LEIA outros poetas do DISTRITO FEDERAL em nosso Portal:

http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_brasis/minas_gerais/minas_gerais.html

 

Página publicada em dezembro de 2020



 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar