Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DARLEY CARDOSO

 

 

Darley Cardoso é um pesquisador das relações fluídas entre Arte e Tecnologia, Corporeidade e Motricidade Humana, Interfaces Tangíveis, Biomecânica e Gamificação. Atua como consultor e designer de projetos digitais UX/UI/AIX, além de ser o team leader da equipe multiesportiva Tripedal. 

 

Transitando por universos paralelos, sua paixão entre artes e esportes, leva seu trabalho autoral a inevitável interdisciplinariedade e à multiformatos e multiplataformas, principalmente nas áreas de artes visuais, gamearte, videoarte, projeção, intervenção urbana. Participou de apresentações e exposições coletivas no CCBB – Centro Cultural do Banco do Brasil, Museu Nacional da República, Galeria 406 e na Galeria Ponto, dentre outras performances e instalações em espaços públicos.

Darley Cardoso é um pesquisador das relações fluídas entre Arte e Tecnologia, Corporeidade e Motricidade Humana, Interfaces Tangíveis, Biomecânica e Gamificação. Atua como consultor e designer de projetos digitais UX/UI/AIX, além de ser o team leader da equipe multiesportiva Tripedal. 

 

Transitando por universos paralelos, sua paixão entre artes e esportes, leva seu trabalho autoral a inevitável interdisciplinariedade e à multiformatos e multiplataformas, principalmente nas áreas de artes visuais, gamearte, videoarte, projeção, intervenção urbana. Participou de apresentações e exposições coletivas no CCBB – Centro Cultural do Banco do Brasil, Museu Nacional da República, Galeria 406 e na Galeria Ponto, dentre outras performances e instalações em espaços públicos.

 

 Veja também:  DARLEY CARDOSO - POESIA VISUAL

NUVEM DE TAGS A PARTIR DO PORTAL DE POESIA IBERO-AMERICANA E DE  POEMAS DE ANTONIO MIRANDA

POEMA-ENSAIO DE DARLEY CARDOSO

 

 

 

Oh!remos.

 

Ocupar é resistir.

Preencher os espaços binários, auto(contrastantes), 

com nuances de cores, sons, cheiros e versos.

 

Resistir é preciso.

Existir, transgredir o programa totalitário (FLUSSER),

libertar-se do isolamento da rede.

 

Potência como devir.

A passagem, a verdadeira mudança ocorre no meio (SERRES), 

fluida potência, desvanecimento das referências.


"Extravagantes, abandonou qualquer domínio."

E Serres coninua: "Por meio desse novo nascimento, ei-lo exilado de verdade. 

Privado de casa. Morto sem sepultura. Intermediário."


"Anjo. Mensageiro. 

Traço de união. Para sempre expulso de todas as comunidades, 

mas um pouco, e levemente, em todas. Arlequim já.”

 

 

 

 

Página publicada em julho de 2019


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar