Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ABHAY K


Abhay Kumar/Abhay K (Hindi: अभय कुमार) (born 1980) is an Indian poet-diplomat. His books include The Seduction of Delhi among others. His writings cover poetry, art, memoir, global democracy and digital diplomacy. He wrote the Earth Anthem and the South Asian Anthem spurring search for an official SAARC Anthem.

 

He received the SAARC Literary Award for his contribution to contemporary South Asian Poetry and nominated for the Pushcart Prize 2013. In 2011, he also received the Gov 2.0 award on behalf of the Public Diplomacy Division, Ministry of External Affairs. He has been featured as a nominee on the longlist of the Forbes India 100 Celebrity list[23] and has been honoured with Asia-Pacific Excellence Award in 2014. His book The Seduction of Delhi was shortlisted for Muse India-Satish Verma Young Writer Award 2015.

 

See more in: https://en.wikipedia.org/wiki/Abhay_Kumar

 

http://www.abhayk.com/

 

 

 

TEXTOS EM PORTUGUÊS – TEXTOS IN ENGLISH

 

 

 

 

Final Farewell to My Father

 

          For Rajendra Singh (1945-2006)

 

I wait at the banks of the holy Ganges

while my father travels his last journey

I eagerly wait to see his face,

to capture the last glimpse of the light

that brightened my path since I was born

His body would soon be consumed by holy fire

and his soul will merge into eternity

The light that has gone out from the Earth

now will shine brightly in the sky

The holy Ganges will carry his ashes into the vast blue oceans

and there he will rest in peace

When I'll look into the sky each time

I'll see him smile

I wait at the banks of the holy Ganges

for my father’s arrival

for the final farewell

I feel blank, how it all happened so fast

My eyes swell with tears

crying out loud

I want my father, I want my father back

He doesn't speak, he will not speak to me ever

We will not share a smile as always

when I returned home

I know this meeting is different but it just feels the same

Father, you know how long I waited to be with you

I even secretly marked a park where we would go for a walk

be it summer, winter, snow or rain

but see I am here

waiting at the banks of the holy Ganges

wondering how should I bid you farewell

thinking whether it would be the same

will I ever believe you are gone

I must be strong, I am your son.

 

(From Candling The Light - Collection of Poems by Abhay K)

 

 

Abhay K. em visita à biblioteca particular de Antonio Miranda (um detalhe). Chácara Irecê. 16/04/2016

 

 

POEM    ABHAY

MAIS UM HINO PARA DECORAR? Veja e leia o BATE-PAPO com o poeta ABHAY K. E:

http://revistatrip.uol.com.br/trip/mais-um-hino-para-decorar

 

Earth Anthem 

Our cosmic oasis, cosmic blue pearl
the most beautiful planet in the universe
all the continents and the oceans of the world
united we stand as flora and fauna
united we stand as species of one earth
black, brown, white, different colours
we are humans, the earth is our home.

Our cosmic oasis, cosmic blue pearl
the most beautiful planet in the universe
all the people and the nations of the world
all for one and one for all
united we unfurl the blue marble flag
black, brown, white, different colours
we are humans, the earth is our home.


Ouça a Música em:

Earth Anthem written and produced by poet-diplomat Abhay K. (www.abhayk.com) is in 8 world languages including 6 official UN languages viz. Arabic, Chinese, English, French, Russian and Spanish as…

00:02:58

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=kQz8jxJLNOA

 


HINO DA TERRA

Nosso oásis cósmico, cósmica pérola azul
o mais belo planeta no universo
todos os continentes e os oceanos do mundo
unidos mantemos como flora e fauna
unidos mantemos como espécies de uma terra
negra, marrom, branca, diferentes cores
somos humanos, a terra é nossa casa.

Nosso oásis cósmico, cósmica pérola azul
o mais belo planeta no universo
todos os povos  e os países do mundo
todos por um e um por todos
unidos desfraldamos a bandeira de terra
negras, marrom, branca, diferentes cores
somos humanos, a terra é nossa casa.

 

 

TEXTOS EM PORTUGUÊS

Tradução: MARCOS FREITAS

 

 

Último Adeus a meu Pai

 

Para Rajendra Singh (1945-2006)

 

Eu espero às margens do sagrado rio Ganges

meu pai viajar sua última jornada

Eu espero ansiosamente para ver o seu rosto,

para capturar o último vislumbre da luz

que iluminou meu caminho desde quando nasci

Seu corpo logo será consumido pelo fogo sagrado

e sua alma se fundirá na eternidade

A luz que tem ido para fora da Terra

agora vai luzir brilhantemente no céu

O sagrado rio Ganges vai levar suas cinzas aos vastos azuis oceanos

e lá ele descansará em paz

E cada vez que eu olhar para o céu

Eu vou vê-lo sorrir

Eu espero às margens do sagrado rio Ganges

pela vinda de meu pai

para o último adeus

Eu me sinto vazio, tudo aconteceu tão rápido

Meus olhos se enchem de lágrimas

chorando alto

Eu quero o meu pai, eu quero o meu pai de volta

Ele não fala, ele não falará comigo novamente

Nós não vamos compartilhar um sorriso, como sempre

quando retornava à casa

Eu sei que este encontro é diferente, apesar de parecer igual

Pai, você sabe quanto tempo eu esperei para estar com você

Eu mesmo secretamente marquei um encontro onde nós iríamos para uma caminhada

seria verão, inverno, neve ou chuva

mas veja eu estou aqui

esperando às margens do sagrado rio Ganges

perguntando como eu deveria me despedir

pensando se seria igual

se deveria eu acreditar que você está indo

Eu devo ser forte, eu sou seu filho.

 

          (From Candling The Light - Collection of Poems by Abhay K)

 

 

K., Abhay.   The Seduction of Delhi.  Artworks by Tarshito.  London: Bloomssbury, 2014.  94 p.  ilus.  13x19,3 cm.  Capa dura, sobrecapa.

 

 

 

Na foto: os poetas ABHAY K e ANTONIO MIRANDA com a imagem do grande poeta indiano TAGORE.


K., Abhay.   Remains. A collection of poems.  New Delhi, India: Har-Anand Publications PVT, 2012.   79 p. capa dura.  Ex. bibl. Antonio Miranda

 

Querendo dar a volta

Atado a um poste
que ainda resiste
em águas estagnadas
observando o rio
que flui
ruidoso e alvoroçado
querendo a volta surgindo
e a força de sua corrente
lavando os anos de senilidade
sufocando minha alma por séculos.

 

Que vai restar de nós?

Que vai restar de nós
quando os corpos se diluem em seus elementos —
Terra, água, fogo, ar, céu?

Que vai sobreviver a nós —
verdade, mentira, lendas,
ideias, pensamentos, realizações?

 

Nas vagas do tempo

As vagas do tempo
trouxeram você a mim
as mesmas vagas
levaram você de mim
Eu sei
Não mais voltarei a vê-la
mas deixe-me agradecer
por estes momentos de eternidade.

 

          (Tradução: Antonio Miranda)

 

 

 

 

HIUEN TSANG EM NALANDA

       Poema de Abhay K.
      
Tradução de Antonio Miranda

 [Hiuen Tsang levou dezessete anos viajando pela China e retornou à Índia no século XVII, durante a dinastia do Imperador Taizon. Suas aventuras inspiraram o romance Journey to the West (Viagem ao Oeste), referência à Índia como a terra pura (verdadeira)  de Buda.

Um lago azul-celeste arredor de mosteiros, adornado com as copas plenas de lótus azul; as deslumbrantes flores rubras de flores pendentes por toda parte, nas proximidades de mangueiras oferecendo sombras densas e protetoras.

 

I

A half-monk at thirteen

restless to find the truth

one night I saw in my dream

 

I

Um meio-monge aos treze anos
inquieto na busca da verdade
certa noite eu vi em meu sonho

 

an azure pool

a blue lotus

dazzling red flowers

 

no azul-celeste lago
um azul lótus
deslumbrando flores rubras

 

thick mango groves

wrinkled face of a Bhikchhu (1)

I set out for Yintu (2)

 

                            densa mangueira 
                            face enrugada de um Bhikchhu
                            Eu parti para Yintu

 

secretly escaping the Middle Kingdom

at night, like the young Siddhartha

against the Emperor’s diktats

 

                            escapando secretamente do Reino do Meio
                            à noite, como o jovem Siddhartha
                            contra os ditames do Imperador

 

I travelled alone for years

a fakir along the Silk Road

hungry, naked but blessed

 

                            Eu viajei sozinho por anos
                            um faquir pela Estrada da Seda
                            faminto, nu mas abençoado

 

crossing Gobi, Tien Shan,

Samarkand, Jalandhar, Kashmir,

Kannauj, Varanasi, Patliputra

 

                            atravessei Gobi, Tien Shan,
                            Samarcanda, Jalandhar, Caxemira,
                            Kannauj, Varanasi, Patliputra

 

On my way I met kings and queens

saw blossoming monasteries;

decaying, crumbling ruins

 

                            Pelo caminho encontrei reis e rainhas
                            avistei mosteiros em flor;
                            decadentes, ruinas desmoronadas
                           

Finally, I found Nalanda (6)

hidden as a jewel

under the thick mango groves

 

                            Finalmente, encontrei Nalanda
                            escondida como uma joia
                            debaixo da densa mangueira   
        
                           

Silbhadra had always known

I would come to Nalanda

as a bee comes to a flower seeking néctar

 

                            Shibhadra sempre soube
                            que eu iria para Nalanda
                            como uma abelha vai à flor buscar o néctar

 

He took me in as one of his own

taught me Yogacara

and gave me a new name, Mokshadeva

                            Ele acolheu-me como um dos seus
                            falou-me sobre Yogacara
                            e deu-me um novo nome, Mokshadeva

 

Spending many blissful years

with the Guru and fellow monks

I absorbed their profound wisdom

 

                            Vivendo tantos anos felizes
                            com o Guru e monges camaradas
                            Eu absorvi sua profunda sabedoria

 

set out to travel across the moon land

visiting Kanchipuram, Ajanta, Malva, Multan

Nostalgic, I returned to Nalanda

                           

                            parti em viagem pela terra lunar
                            visitando Kanchipuram, Ajanta, Malva, Multan
                            Nostálgica, e retornei a Nalanda
                          

 

before bidding a final farewell

to head for Kamrupa, the land of Brahmaputra

ruled by the learned Kumar Bhaskar Varman

 

                            antes de dar meu último adeus
                            e partir para Kamrup, terra de Brahmaputra
                            regida pelo sábio Kumar Bhaskar Varman

                           

but my friend King Harshavardhan

could not bear my absence for long

I was brought to attend the Great Assembly at Kannauj (5)

 

                            mas meu amigo o Rei Harshvardhan
                            não suportou minha ausência tanto tempo
                            Fui levado para a Grande Assembleia de Kannauj

 

extolled Mahayana Buddhism there, visited Prayag

then journeyed home, my horses laden with texts

statues, rare relics of the Enlightened

 

                            louvado Budismo Mahayana lá, visitei Prayag
                            então voltei para casa, meus cavalos carregados
                                                                            de escrituras
                            estatuetas, raras relíquias do Iluminado


I nearly drowned crossing the Indus

washed away by its mighty currents

but was saved by local fishermen

 

                            Quase afoguei-me atravessando o Indus
                            banhado por suas poderosas correntes
                            mas fui salvo por pescadores locais                                         

Continuing my journey back

passing Khyber, Kashgar, Khotan,

arriving in Chang’an where

 

                            Continuando a jornada de volta
                            passei por Khyber, Kashgar, Khotan,
                            chegando a Chang’na, onde

 

a great procession celebrated my return

the Emperor himself at the city gates

welcomed me with open arms

 

                            uma grande procissão celebrava meu regresso
                            o próprio Imperador às portas da cidade
                            saudou-me de braços abertos

showered on me

the highest honours of the land

but gently I refused them all

 

                            derramou sobre mim
                            as mais altas honras terrenas
                            mas gentilmente recusei todas elas
                     

 

I presented Emperor Taizong

my Great Tang Records (On Western Regions)  (4 / 5)

and retired to the monastery at Da Ci’em

 

                            Presenteei o Imperador Taizong
                            com meu Grande Registro Tang (sobre Regiões
                                                                            Estrangeiras)
                            e retirei-me ao mosteiro de Da Ci’em

 

translating precious gems

gathered on my odyssey

to the Buddha’s pure land.

 

                            para traduzir gemas preciosas
                            conquistadas em minha odisseia
                            ao território puro de Buda.

 

 

II

Hieun Tsang  (4)

come back to Nalanda

King Harsha is long gone

but here is a new dawn

 

                            Hieun Tsang
                            regressou a Nalanda
                            Rei Harha há tempos se foi
                            mas aqui é um novo alvorecer

 

Hieun Tsang

it won’t take you seventeen years

you don’t have to cross

Gobi or Tien Shan

 

                            Hieun Tsang
                            não vai precisar de dezessete anos
                            para atravessar
                            Gobi ou Tien Shan

 

 

Hiuen Tsang

the prince of pilgrims

you don’t have to stop

at Liangzhu or Turpan

 

                            Hiuen Tsang
                            príncipe dos peregrinos
                            não vai ter que se deter
                            em Liangzhu ou Turpan

                           

Hiuen Tsang

take a non-stop flight

from Beijing to Bodh Gaya

straight to the pure land

 

                            Hiuen Tsang
                            faça um voo sem escalas
                            de Pequim para Bodh Gaya
                            direto para a terra pura

 

Nalanda has risen from its ashes

to embrace you once again

with open arms

Rise like a Phoenix

 

                            Nalanda ressurgiu de suas cinzas
                            para abraçar-te uma vez mais
                            com os braços abertos
                            Elevados com um Fênix

 

Hiuen Tsang

bring along I-tsing and Faxian (3)

come back to Nalanda

Hiuen Tsang.

                                                        

                            Hiuen Tsang
                            traga consigo I-tsing e Faxian
                            volte para Nalanda
                            Hiuen Tsang.
                  
                           

 

 

 

Notes:

1.       Acharya Bhikshu (1726–1803) foi o fundador e primeiro líder espiritual de uma seita do Jainismo, religião indiana criada no século VI a.C. em ruptura com a tradição védica e o hinduísmo, fundamentada na ideia do ainsa (“rejeição à violência”).

2. Yintu ou Indu (terra da lua), foi o primeiro nome pelo qual a Índia era conhecida na China.

3. I-tsing e Faxian foram outros notáveis viajante pela Ïndia, entre 673-695 e 399-412 res

4. Hiuen Tsang estudou Yogacara (consciência pura) na célebre Universidade de  Nalanda sob a orientação do abade Silbhadra. Ele foi celebrado pelo Rei Harshavardhana e retornou à China com mais de 600 textos budistas e mais de uma centena de relíquias do corpo de Buda. Ele então rememorou sua aventura no The Great Tang Recors on the Western Regions.

5. A Grande Assembleia de Kannauj: em 643 Harsha convocou uma assembleia, com o objetivo de aproveitar a presença de Hiuen Tsang para exaltar o Budismo Mahayana e refutar o Hinayana.  Hiuen Tsang em Nalanda escreveu The Destrucion of Heresy – a refutation of Hinayana (A Destruição da Heresia – uma refutação de Hinayana). Um grande número de reis assistiram a assembleia, assim também uns 3.000 monjes budistas Mahayana e Hinayana, 3.000 Brahmanas e Jains e aproximadamente 1.000 estudiosos budistas da Universidade de Nalanda.

6. Nalanda é considerada a mais antiga universidade do mundo e uma importante sede de estudo do Budismo. Destruída no século XII, Nalanda foi esquecida até os anos 1800. Escavações no século XX com a orientação dos escritos de Hiuen Tsang, a Universidade de Nalanda foi revivida como um centro internacional de educação. Voltou a funcional em 2014 como universidade.

 

 


Abhay K. e Antonio Miranda em visita a Pirenópolis, GO, Brasil, 16/04/2016

 

 

 

 

Os poetas Abhay K., Antonio Miranda e Francisco Alvim durante um sarau poético na Embaixada da Índia, Brasília, em julho de 2016.



Na foto:  Edmilson Caminha, Antonio Miranda, Abhay K. , Makarand R. Piranjape,  Lilia Diniz e, Zenilton Gayoso  na sessão do Chá com Letras, Embaixada da Índia, 14/10/2016, em Brasília.

 

 

 

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar