Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Fonte: http://puracoincidencia.blogspot.com

 

 

SEBASTIÃO ALBA

(1940-2000)

 

 

Dinis Albano Carneiro Gonçalves, cujo pseudónimo é Sebastião Alba (Braga, 11 de Março de 1940 - 14 de Outubro de 2000), é um ilustre escritor nacionalizado moçambicano. Pertence à jovem vaga de autores moçambicanos que vingam na literatura lusófona.

 

Nasceu em Braga, onde viveu durante anos. Radicou-se, juntamente com a sua família, em 1950, em terras moçambicanas e só voltou a Portugal em 1984, transladando-se novamente para a «Cidade dos Arcebispos», Braga. Mas foi em Moçambique que se formou em jornalismo, e leccionou em várias escolas, e contraiu matrimônio com uma nativa.

 

Publicou, em 1965, Poesias, inspirado na sua própria biografia. Um dos seus primeiros poemas foi Eu, a canção. Os seus três livros colocaram-no numa posição cimeira no ambiente cultural bracarense.

 

Faleceu com 60 anos, atropelado numa rodovia. deixa um bilhete dirigido ao irmão: «Se um dia encontrarem o teu irmão Dinis, o espólio será fácil de verificar: dois sapatos, a roupa do corpo e alguns papéis que a polícia não entenderá»

 

Poesias, Quelimane, Edição do Autor, 1965; O Ritmo do Presságio, Maputo, Livraria Académica, 1974; O Ritmo do Presságio, Lisboa, Edições 70, 1981; A Noite Dividida, Lisboa, Edições 70, 1982; A Noite Dividida,(O Ritmo do Presságio / A Noite Dividida / O Limite Diáfano), Lisboa, Assírio e Alvim, 1996; Uma Pedra Ao Lado Da Evidência, (Antologia: O Ritmo do Presságio / A Noite Dividida / O Limite Diáfano + inédito), Porto, Campo das Letras, 2000; Albas, Quasi Edições, 2003

Fonte: Wikipédia

 

TEXTO EM PORTUGUÊS  TEXTO EN ESPAÑOL

 

 

NÃO SEI QUE LUZES

 

Não sei que luzes a bordo

escurecem de sentido a noite larga

e em mim perfilam solenes

as sensações na sombra

 

flébeis costas

devolvem o mar disperso

e nos flancos do casco

um monótono som singra

 

só minhas ânsias embaladas

fremem

a cada indefinido promontório

se resignam hirtas

na amurada

ou, se volve um farol,

são nucleares e brancas

 

mas amanhece

vagam flocos de círios

um sol de adolescência e de novela

descobre a amante insulada

 

e um sino toca para o pequeno almoço.

 

 

NINGUÉM MEU AMOR

 

Ninguém meu amor

ninguém como nós conhece o sol

Podem utilizá-lo nos espelhos

apagar com ele

os barcos de papel dos nossos lagos

podem obrigá-lo a parar

à entrada das casas mais baixas

podem ainda fazer

com que a noite gravite

hoje do mesmo lado

Mas ninguém meu amor

ninguém como nós conhece o sol

Até que o sol degole

o horizonte em que um a um

nos deitam

 

vendando-nos os olhos

 

TEXTO EN ESPAÑOL

Traducción de XOSÉ LOIS GARCÍA

 

NO SÉ QUÉ LUCES

 

Nos sé qué luces a bordo

oscurecen de sentido la larga noche

y en mí perfilan solemnes

las sensaciones en la sombra

 

Lamentables costas

devuelven el mar disperso

en los flancos de casco

un monótono sonido singla

 

sólo mis ansias engañadas

tiemblan

a cada indefinido promontorio

se resignan firmes

en la muralla

o, se vuelven un faro,

son nucleares y blancas

 

pero amanece

flotan copos entre cirros

un sol de adolescencia y de novela

descubre la amante aislada

 

y una señal avisa para el desayuno.

 

 

 

Poemas publicados originalmente en la revista HORA DE POESIA, n. 19-20, Barcelona, sin fecha. Ejemplar cedido para la Biblioteca Nacional de Brasilia por Aricy Cuvello, y la reproducción con la debida anuência del traductor.

 

Página publicada em abril de 2008

 



Voltar para o topo da página Voltar para a página de Moçambique

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar