Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

RICARDO ALCÂNTARA

Nació en Ceará, Nordeste de Brasil, em 1957. Ha publicado, entre otros libros: A colméia e seus idiomas (1986), Abre as asas sobre nós (1987) e Você faz isso melhor que ninguém (1993).


TEXTO EM PORTUGUÊS TEXTOS EN ESPAÑOL

Um Blues em Puerto Ordaz

Um solo de sax empresta um elegância brutal

à solidão de um estrangeiro em trânsito.

É suave sofrer ao som de um blues.

A noite é esse lago sem margem,

mina de onde vem todo o azul.

O bar da esquina. O sax na calçada.

Melancolia néon. A mulher que passa e não me olha.

Toda beleza é uma impiedade:

Que são minhas virtudes, Senhor,

diante de tão belas pernas?

As estrelas se movem sobre Puerto Ordaz

como dados mágicos de um jogador sutil.

 

 

 

ALCÂNTARA, Ricardo. Você faz isso melhor do que ninguém.   Ilustrado por Mario Sanders.  São Paulo: Massao Ohno / R. Gadelha editores, 1992.  s.p.  Capa: BP Arquitetura. Foto do autor: Raquel Gadelha. Arte final: Hilson Rocha. Impressão: Palas Athena.  Formato 15x15 cm. 

 

Acomodar o corpo
aos espaços de sempre.
“Chegamos” — dito
após alguns dias
longe de casa.
Abro os braços.
Vejo se aqui
ainda me cabe.

*

Amor por tabela.
Garantias
a vida não dá.
Disse algo assim
e contou nos dedos
os dias
que faltavam.

*

O olhar
de quem
se ama
já tem
o mapa
da cama.

 

 

 

TEXTOS EN ESPAÑOL

Traducciones de Noé Pardo H.

Un blues en Puerto Ordaz

Un solo de sax da una elegancia brutal
a la soledad de un extranjero em tránsito.
Es fácil sufrir al son de un blues.
La noche es ese lago sin orilla,
mina de donde viene todo el azul.
El bar de la esquina. El sax em la calzada.
Melancolía de neón. La mujer que pasa y no me mira.
Toda belleza es una impiedad:
¿Cuáles son mis virtudes, señor,
delante de tan bellas piernas?
Las estrellas se mueven sobre Puerto Ordaz
como dados mágicos de um jugador sutil.


Literatura

Hay iempo en que el desierto
avanza sobre los halos de la noche
y amanece en mi puerta.
Fiel como uma sombra,
voy a ejercer la geometria
del delito. Toco ausências
y todo lo que esta mano toca
se puebla de intenciones.

 

Página publicada em novembro de 2008



Voltar para o topo Voltar para Brasil Voltar para Ceará

 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar