Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 

PÁGINA EM CONSTRUÇÃO;;;;;;;;;

ADALBERTO VIVIANI

 

Nasceu em São Paulo em 1959. Foi um dos fundadores da Editora Altenativa, que nas décadas de 70 e 80 ajudou a fixar o movimento da poesia marginal e de artes gráficas.  Publicou Humus  com Claudio Rocha e Luis Baggio Neto, livro que deu origem à editora em 1978. Criou objetos poemas e publicou desde então Jogos Poéticos, Tem Sentido?, Clãdestino e Tédio. Recentemente teve uma coletanea de poemas publicada sob o título Clãdestino, em edição artesanal da Cãdestina Cartonera, editora de Belo Horizonte. Tem trabalhos como reteirista e textos para teatro. O mais recente é Antropogastronomia,

Foi um dos fundadores da Editora Altenativa, que nas décadas de 70 e 80 ajudou a fixar o movimento da poesia marginal e de artes gráficas.  Publicou Humus  com Claudio Rocha e Luis Baggio Neto. Autor também dos “objetos poemas” Jogos poéticos, Posters poemas, e As coisas intermitentes. Tem sentido e Clandestino, além de trabalhos em cinema e teatro.

 

VIVIANI, Adalberto.  Tédio.  São Paulo: Xamã, 2013.   21,5 x 13 cm   Capa: Claudio Marcucci.  ISBN 978-85-7587-157-7    Ex. bibl. Antonio Miranda

 

 

todas as coisas

inanimadas movem-se em círculo

baile

balé

cinema

 

os vasos sem flores

(qualquer sinal de vida atrapalha)

com água turva

curvam-se aos fatos

os pratos sujos

as roupas por lavar

os travesseiros dormindo

são prisioneiros

de um

interminável domingo

 

*

 

 

o relógio
elogio
estático
na parede da sala

             agora
avisa que chegou

                   a hora

 

*

 

 

nos perdemos do que somos
desbaratamaos o que seríamos
restou
recriar o que fomos

 

*

 

 

entediante
é ter você
diante
do mesmo jeito
de antes.

 

*

 

 

emenda

 

a gente dá um jeitinho
uma ajeitada
ajustada
um pouquinho
um parágrafo
uma vírgula
e aprovamos nsum sust

 

mas tudo tem um custo

 

*

 

 

capital

fez-se um pecado
(doença oriunda de cura)
seu tesão eu devoro
escalando minha gula

 

 

 

Página publicada, com a autorização do autor, em dezembro de 2018

 

 


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar