Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NINA TUBINO

 

 

(Nina Maria Harres Tubino Rangel de Freitas), professora, historiadora, jornalista e poetisa. Bacharel em História e Geografia, com especialização em História Política e Econômica do Brasil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Participação em seminários, cursos e palestras no exterior e em outros estados brasileiros. Como professora, lecionou História em Escolas de Segundo Grau e Estudo de Problemas Brasileiros na Universidade. Trabalhou para os Diários Associados, no Correio Brasiliense e na Fundação Assis Chateaubriand, em Brasília onde trabalhou na organização das obras O Pensamento de Assis Chateaubriand e Atuação Parlamentar, de Assis Chateaubriand.

Possui cadeira acadêmica na Academia Literária Feminina do Rio Grande do Sul, Academia de Letras do Estado do Rio de Janeiro (representando o Estado do RS), Academia de Letras do Distrito Federal (sócia fundadora), Academia dos Trovadores do Distrito Federal (sócia fundadora). Sócia do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal (membro do Conselho Consultivo) e da Casa do Poeta de Brasília. Em 1999, recebeu da Academia Internacional de Cultura, em Brasília, o troféu “Mulher do Ano na Cultura”.Trabalhou para os Diários Associados, no Correio Brasiliense.
Biografia completa em: http://www.alf-rs.org.br/

       

 O RESGATE DA PALAVRA: I Antologia do Sindicato dos Escritores do DF.  Brasilia:     Thesaurus,  2009. 156 p. ISBN 978-85-7062847-3   Ex. bibl. Antonio Miranda

 

B R A S Í L I A

Cheguei hoje,
trinta anos depois
do dia em que desejei,
é bem verdade,
mas por este amor
que trago no peito
por este cerrado imenso,
pelo sol que brilha em tua face,
pela linha circular de teu horizonte
de tantas e tantas esperança,
quero hoje confessar
minha paixão permanente,
meu orgulho de brasileira
em poder nesta terra vermelha
pisar!
Sentindo o cheiro do mato
e saber que a história de tua saga
foi plantada neste planalto
por ordem expressa do Criador.
aqui sobreviverá a civilização
e eu sinto, Brasília amada
espargindo luz por toda a Nação.
E eu vejo, Capital predestinada,
palco das grandes decisões
que um dia a América unificará.
Por tua aura dourada
teu sol o mundo atingirá
e tua energia cósmica
toda a humanidade sentirá.
E nos cinco continentes do planeta
Haverá gritos de louvor a tua glória.
Brasília! Brasília!
Terra da Promissão,
baluarte do Evangelho
neste coração do mundo,
eu te saúdo e dou graças
porque aqui cheguei,
ainda com tempo de ver
a tua glória na missão divina
que Cristo com amor te ofereceu.

 

 

IMAGENS DA CORTE

É noite no cerrado!
No céu de Brasília
Encanto e magia
No azul profundo,
bordado de estrelas
busco minha guia.

No horizonte escuro
as imagens claras
do poder do homem,
plantado na terra.
E as praças de concreto
alinham-se em alas
de desesperança.|

A fé ergue pirâmides
de esperança e encanto,
viva na sabedoria dos profetas
e na palavra dos evangelistas.

Brasília dorme
nos memoriais de luz tênue
onde homens de fé
escreveram seus caminhos.

Neste silêncio,
sem ação,
contemplo meu País
enquanto dorme,
pergunto a Deus
onde há Nação?

 

 

Extraído de
REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DO DISTRITO FEDERAL. Ano XI – No. 8 – Brasília, 2017.  p. 115-118

 

Página publicada em julho de 2020


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar