Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELIAS DAHER

 

 

Elias Daher é um autor de Brasilia, 54 anos, Economista pela UDF e Analista de Sistemas pela ENAP. É funcionário dos Correios e Professor Universitário, das disciplinas de Economia e Marketing.

Foi Presidente do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal por dois mandatos, entre 2009 e 2015.

Ocupa a cadeira número 03 da Academia de Letras do Brasil, Seccional Brasília.

Tem 36 livros publicados

 

Fonte da biografia: https://clubedeautores.com.br/

 

 

O RESGATE DA PALAVRA: I Antologia do Sindicato dos Escritores do DF.  Brasilia:     Thesaurus,  2009. 156 p.
ISBN 978-85-7062847-3   Ex. bibl. Antonio Miranda

 

 

 

         O poeta

Para ser poeta, precisa descrever com precisão
coisas como o cheiro, o sabor, a emoção!
precisa ser sentimental...
mesmo que seja por profissão

É fingir ser lúcido, quando está louco
ou ser louco, quando lúcido
um poeta nunca sabe de que lado está
passeia nos dois... em cada um, um pouco

Para ser poeta, precisa ter
o maior amor do mundo
o maior desejo do mundo
quando ninguém liga para tudo isso

Palavras que parecem em movimento
mas não se movem
são apenas bonitas de se dizer

Como disse outro poeta,
o poeta é mesmo um fingidor
não fosse assim, sua palavra não seria lapidada
e quem é que ousa publicar sem nenhum retoque?

       

        O poeta deveras mente?... Aquilo que lhe detém
leva o coração, nas pontas dos dedos...
lapida os versos... É um ourives inconsequente.
alquimista... Infelizmente?

 

 

       

        3ª. Sinfonia

                        Composta em 1803, em Mi bemol, é considerada uma
obra sem precedentes na história da música sinfônica,
imprimindo-lhe romantismo, pela primeira vez.

Quando o Estado Genovês vendeu a Córsega
No ano em que Napoleão Bonaparte nascia
tido como defensor da liberdade
a que Beethoven dedicou sua célebre sinfonia

Quando o corso corou a si mesmo, e a sua Josefine
Beethoven desfez a dedicatória, questionou os valores
o libertador se transformou em tirano
seus soldados, saqueadores

Na época, em que os reis iam a Roma para serem coroados
Napoleão, fez o Papa vir até ele
ocupou o pode por 15 longos anos
apreciando seus vinhos tintos encorpados

       Teve um bloqueio continental, Seu grande erro.
o vento leste levou pra longa e para sempre,
as folhas de maio.




Lulu levado

Sobre a experiência da paternidade
vejo que aprendi mais do que ensinei
reconheço mais erros do que antes
encontro alegria com mais facilidade
Aprendi a rezar todo dia
aprendi a perder uma discussão (ou todas)
vejo a música que eu gosto, ficar ultrapassada
e o sossego ser consumido, pelos gritos da filharada

O tempo passou por mim, me transformou em pai
me tornando pai, sinto que posso aprender a ser filho.





Página publicada em julho de 2020




 

 

 

 


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar